Contrato de R$ 11 milhões é investigado

Um contrato de aproximadamente R$ 11,3 milhões da Prefeitura de Mogi Mirim com a empresa Pluri Rental Comercial Locações, de Ribeirão Pires (SP) está sob investigação do Ministério Público (MP). O promotor Rogério Filócomo Júnior já abriu um inquérito civil e as partes envolvidas foram oficiadas.

A investigação é motivada pelo fato de que a contratação se deu para o aluguel de caminhões e máquinas pesadas, sendo que a Prefeitura já possui caminhões e máquinas pesadas. Tanto que a empresa Gallo Pneus foi contratada para a manutenção desses veículos, o que até rendeu outra investigação do MP anteriormente, uma vez que a Gallo Pneus repassa irregularmente os serviços para outra empresa.

A suspeita do Ministério Público é de superfaturamento no contrato. O próximo passo da Promotoria é solicitar da Prefeitura a relação completa dos caminhões e máquinas pesadas utilizadas pelo Poder Público e a comprovação dos serviços executados pela Pluri Rental, indicando os respectivos caminhões contratados.

Promotor Rogério Filócomo Júnior investiga contratação (Foto: Flávio Magalhães/A COMARCA)

O inquérito civil foi instaurado em face do ex-secretário de Governo, Gabriel Mazon, do ex-secretário de Suprimentos e Qualidade, Antonio Carlos Camilotti Júnior, e o atual secretário de Obras, Habitação e Serviços, Wilson Rogério da Silva.

CONTRATAÇÃO
O contrato investigado é referente ao ano de 2013 e foi válido por 12 meses. Atualmente, a Prefeitura está com um novo edital aberto, para locação de caminhões e equipamentos pesados, nos moldes semelhantes aos do questionado pelo Ministério Público.

A concorrência pública está em fase de análise das documentações das empresas interessadas. Dentre as seis habilitadas está a própria Pluri Rental Comercial Locações. Agora, as propostas de preço serão realizadas em data a ser marcada pela Secretaria de Suprimentos e Qualidade.

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top