Estrada do Bairrinho é esquecida pela Prefeitura

Já imaginou viver numa rua em que não há coleta de entulho, rede de esgoto, policiamento e até mesmo iluminação pública? Essa é a realidade dos moradores da Rua Francisco Antonio Vômero, a estrada do Bairrinho, no Jardim Panorama, que espera há anos por melhorias por parte dos governantes.

Local está esquecido (Flávio Magalhães/A COMARCA)
A reportagem de A COMARCA esteve no local durante a semana e constatou a negligência do Poder Público. As margens da via estão tomadas por galhos e entulho. “Às vezes vem até gente de fora jogar lixo aqui”, relata o morador Hélio Gomes, afirmando que o serviço de coleta não passa há meses no local.

Com o acúmulo de galhos e entulho, a alternativa que resta aos moradores é queimar o lixo para evitar o acúmulo de ratos, baratas e animais peçonhentos. “Mas colocar fogo aqui é um perigo para essas residências”, alerta Gomes.

A falta de iluminação pública é outro problema para as famílias da rua. Os postes até foram instalados, mas nenhum deles possui o “braço” para colocação das lâmpadas. Resultado: escuridão total. Apesar disso, em setembro passado, a Prefeitura cobrou a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) dos moradores. Após reclamações, a cobrança foi suspensa.

Como as viaturas da polícia não passam pela via, Gomes relata que usuários de droga se reúnem no grande terreno baldio que separa a Estrada do Bairrinho do bairro Linda Chaib, na zona Leste. A única iluminação existente na rua foi promovida de forma particular, pelos próprios moradores que instalaram lâmpadas e refletores em frente às residências.

“E o que tem aqui só tem porque nós brigamos”, lembra Gomes. Antes, a Estrada do Bairrinho era de terra batida. O asfalto, mal colocado, só chegou após muita insistência dos moradores. Ainda assim, essa insistência não foi capaz de resolver todos os problemas do local.

Em 2010, Gomes procurou ajuda da Câmara Municipal para que a Prefeitura promovesse melhorias no bairro. Através da então vereadora Márcia Róttoli, foi solicitado ao Executivo estudos para a instalação dos braços de luz e da manutenção da via, vista a dificuldade em transitar pelo local.

Na época, a Prefeitura afirmou que o Departamento de Obras já havia tomado providências junto a Elektro para a solução do caso. Com isso, a execução do serviço foi prometida ainda para o primeiro semestre de 2010. Cinco anos depois, nada foi feito. Isso porque o então prefeito Carlos Nelson Bueno não teria repassado à concessionária de energia a verba necessária para a realização dos serviços.

Para a reportagem de A COMARCA, a Secretaria de Obras, Habitação e Serviços afirmou que não tem conhecimento das reivindicações feitas em 2010 pelos moradores da Estrada do Bairrinho. Por conta disso, a orientação da Prefeitura é de que os pedidos sejam formalizados mais uma vez no setor de Protocolo do município. O processo é analisado e deve gerar uma ordem de serviço.

Enquanto isso, Gomes e os demais moradores esperam por uma solução do Poder Público, uma vez que pagam o IPTU do local e exigem que o Governo Municipal promova as melhorias.

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top