Linhas urbanas de ônibus serão reestruturadas

Com o objetivo de gerar economia para a empresa responsável e evitar reajustes para os usuários que utilizam o transporte coletivo urbano, a Prefeitura pretende reestruturar as linhas que atendem os bairros da cidade.

Além disso, existe a ideia da criação de bilhete único, onde o usuário poderá usufruir de mais de uma linha urbana como a mesma tarifa. “Será possível o passageiro pegar mais de um “circular” com a mesma tarifa”, comenta a secretária de Planejamento e Mobilidade Urbana, Beatriz Gardinalli.

Todas as linhas irão passar por readequação de itinerário para gerar maior eficiência do transporte coletivo e enxugar os custos para a empresa concessionária do serviço. “Hoje muitas linhas não tem ponto final. O ônibus que segue um itinerário não retorna pelo mesmo local. É preciso disponibilizar outro veículo para cobrir esta deficiência. Isso gera custo para a empresa”, declara Beatriz Gardinalli.

Existe a ideia de criação de bilhete único em Mogi Mirim, anuncia Prefeitura (Foto: Arquivo/A COMARCA)

Atualmente, o transporte coletivo municipal é dotado de 18 linhas e são disponibilizados 22 ônibus, além de dois reservas, caso ocorra algum incidente. A Prefeitura esta cadastrando todas as linhas urbanas para realizar uma analise e traçar uma nova estruturação do transporte coletivo.

Algumas mudanças estão previstas para o final de agosto. A empresa responsável pelo transporte urbano pleiteia junto a Administração Municipal um aumento da tarifa para R$ 3,41. Atualmente, o valor é de R$ 3,10 na catraca e de R$ 3 na compra antecipada.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top