Parada LGBT reúne participantes de diversas cidades

Sob o lema "Livres e Iguais", a segunda Parada do Orgulho LGBT de Mogi Mirim reuniu caravanas de Mogi Guaçu, Campinas, São Paulo, Hortolândia, Poços de Caldas e São João da Boa Vista. Cerca de mil pessoas se concentraram no Teatro de Arena, ponto de partida do evento, na tarde deste domingo, 16.

Na concentração, cerca de mil pessoas se reuniram para acompanhar o trio elétrico (Foto: Flávio Magalhães/A COMARCA)

A partir das 16 horas, o trio elétrico partiu rumo ao Espaço Cidadão. Contando com o apoio da Guarda Civil Municipal e dos fiscais da Secretaria de Mobilidade Urbana no bloqueio das ruas, o trajeto durou cerca de 40 minutos e chamou a atenção de populares e simpatizantes. Muitos, inclusive com crianças no colo, acenavam para os participantes.

De cima do trio elétrico, homossexuais e simpatizantes acenavam e interagiam com o público (Foto: Flávio Magalhães/A COMARCA)

Participantes da parada (Foto: Flávio Magalhães/A COMARCA)
No Espaço Cidadão, a celebração continuou com Carletty Top, Marianna Hiller, Raicca Evans, Natasha Sahar, Dafiny Mullers, Louise Dellux, Rayssa Summer, Roxxie Lacroix, Sophya Brunelly, Thalita Petrovany, Thaylla D'Swan, Viviane Mendes, Wanessa Pompom, Nivea Ly. A apresentação ficou por conta de Casey Holliday.

Também estiveram presentes os Dj’s Adriano Almeida (Campinas), Paulo Bonatto (Poços de Caldas), Lukas Andrade (Campinas), Edih Bueno (Paulínia), Rique Moraes (Campinas), Júlio César (Artur Nogueira), Diego Borges (Espírito Santo do Pinhal) e Dih Campari (Campinas). A Parada LGBT ainda registra o show da cantora Cristal.

Lutando pelo fim da intolerância sexual e a igualdade a todos, independente de raça, cor, sexo e religião, a primeira edição da Parada LGBT ocorreu em 2014, reunindo mais de cinco mil pessoas em pleno Dia dos Pais. "Não é festa, é movimento social", resumiu um dos organizadores do evento, Chrysthopher Dekay.

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top