Rivaldo “vende” Mogi por quase R$ 11 milhões

O investimento do empresário Luiz Oliveira para gerir o futebol do Mogi Mirim foi de quase R$ 11 milhões. A quantia foi divulgada em documento registrado em cartório. O contrato de pagamento foi formalizado entre Rivaldo Ferreira e Victor Manuel Simões em 16 de julho, quando as partes definiram os valores a serem quitados pelo novo mandatário do clube mogimiriano.

O valor quita as pendências com Rivaldo, mas não inclui a dação de pagamento anterior que envolveu os Centros de Treinamento do clube, que foram transferidos para o nome do ex-presidente Rivaldo Ferreira.
A nova diretoria executiva do Mogi Mirim é formada pelo presidente Luiz Henrique de Oliveira, pelo vice-presidente Victor Manuel Simões. O Conselho Deliberativo será composto pelo presidente Nélio Antonio Simões Coelho, pelo vice-presidente Nancy Ribeiro Martins, o primeiro secretário Licínio da Conceição Coelho e o segundo secretário Zélia da Conceição Coelho.

O contrato de pagamento foi formalizado pelo ex-presidente Rivaldo (Foto: Assessoria MMEC)

O Conselho Fiscal tem como integrantes Diego Santos de Oliveira, Felipe Santos de Oliveira e Adilson Alves Pinheiro. Os membros suplentes são Leonardo Vitor Coelho Simões, Martinélio Pereira de Souza e José Nivaldo do Nascimento.

Como ocorreu na coletiva de imprensa na última terça-feira, 28, o novo presidente do Sapo, Luiz Oliveira, não deu maiores detalhes sobre a situação dos Centros de Treinamento.

O novo mandatário declarou que a situação pertence à administração passada e que ainda não tem dados concretos sobre o caso  dos CT’s. Luiz Oliveira promete deixar o clube rentável, uma vez que, segundo Rivaldo, sempre deu prejuízo ao antigo mandatário nas últimas temporadas.

O mandatário do Mogi pretende também criar um programa de sócio-torcedor para atrair mais público ao estádio. Em sua primeira apresentação, o presidente do Sapão da Mogiana não esclareceu muitos detalhes para os jornalistas, mas promete em outra ocasião, minimizar as dúvidas geradas.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top