Suspeito por morte de jovem se entrega e nega crime

Com o mandado de prisão expedido desde o início de agosto, Lucas Ribeiro de Matos, conhecido como Lucas Bocão, 22 anos, se entregou na tarde da sexta-feira, 28, à Polícia Civil de Mogi Mirim.

(Foto: Reprodução)
As investigações da Polícia Civil apontam Lucas como um dos participantes da morte do jovem mogimiriano Adson da Silva Santos, 20 anos, ocorrida em março deste ano.

No dia 4 de agosto, Francisco Franchin Pinto, o Kiko, 19 anos, acusado de também ter envolvimento com o crime foi preso em Campinas.

Assim que os mandados de prisão foram expedidos, a Polícia Civil visava localizar os suspeitos, Lucas e Francisco, mas não descartando a participação de outros.

Jovem se entregou à polícia
Os policiais estiveram na casa de Kiko, em Mogi Guaçu, mas ele acabou sendo detido na cidade Judiciária, em Campinas. Investigadores também procuraram Lucas, em sua residência, no Condomínio Morro Vermelho, não o encontrando.

A Polícia Civil chegou aos prováveis suspeitos após ouvirem
mais de 30 testemunhas e analisar imagens de câmeras de segurança da Rodovia. O veículo que teria sido utilizado no dia do crime, um Honda Civic, esta apreendido há cerca de três meses e passou por perícia, que apontou resíduos de pólvora no carro.

Segundo informações da Polícia, Lucas se apresentou de forma espontânea e negou qualquer envolvimento com o crime. Ele deverá ser interrogado formalmente na próxima semana pelo delegado titular Paulo Agostinelle, que esta a frente das investigações. O advogado que representa o jovem chegou a comentar na delegacia que deverá contestar a perícia realizada.

O crime que vitimou Adson da Silva Santos aconteceu na madrugada do último 1º de março, quando seguia com seu veículo Fiat Strada, juntamente com mais dois amigos, pela SP-340, após saírem de uma festa em Mogi Guaçu.

Por Maria Clara da Cunha Canto

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top