Voçoroca pega fogo no Parque da Imprensa

Uma grande área de preservação ambiental, a voçoroca, localizada próximo ao Estádio “Ismael Polettini”, no Parque da Imprensa, na zona Oeste, pegou fogo no início da tarde da última quinta-feira, 20.

Segundo informações de moradores vizinhos, as chamas podem ter sido provocadas por usuários de drogas que frequentam a voçoroca diariamente. O Corpo de Bombeiro foi acionado para controlar as labaredas que consumiu grande extensão da área.

Com o tempo seco e falta de ocorrência de chuvas, a vegetação fica muito vulnerável a qualquer foco de incêndio. Alguns homens do Corpo de Bombeiros usaram “abafadores” para controlar as chamas.
Com o foco de incêndio, uma grande quantidade de fumaça branca cobriu parte do bairro do Parque da Imprensa e incomodou os moradores vizinhos ao terreno da Voçoroca.

Nas últimas semanas, a reportagem de A COMARCA noticiou a ocorrência de queimadas em vários terrenos espalhados em diversas regiões da cidade. O Corpo de Bombeiros de Mogi Mirim pede para que os moradores não ateiem fogo em terrenos baldios para realizar a limpeza do local.

Homens do Corpo de Bombeiros foram acionados para controlar as chamas (Foto: Marcelo Gotti/A COMARCA)

RECOMENDAÇÕES
Em tempos de estiagem, o calor extremo e a baixa umidade relativa do ar contribuem para aumentar a quantidade de incêndio em vegetações, terrenos baldios e pastagens.

Entretanto, as queimadas poderiam ser evitadas com pequenas atitudes diárias. Como medida preventiva aos incêndios, o Corpo de Bombeiros faz algumas recomendações: não lançar pontas de cigarro pela janela do veículo quando trafegar por rodovias, uma vez que a vegetação seca pega fogo com muita facilidade com a baixa umidade do período de estiagem; capinar terrenos sem uso do fogo; reduzir o uso de embalagens de produtos diversos, diminuindo a quantidade de lixo na natureza; ao realizar acampamentos, ser bastante cuidadoso na hora de acender fogueiras, velas e lampiões e não jogar lixo pelas ruas e terrenos.

As latas de metal, os cacos e garrafas de vidro podem se aquecer ao sol e acabar dando origem às queimadas; As consequências das queimadas são inúmeras e afetam diretamente a vida das pessoas e o Meio Ambiente. Entre elas, está o agravamento de problemas respiratórios; mortandade de peixes; mortandade de animais; empobrecimento do solo; agravamento do aquecimento global; destruição da camada de ozônio e  congestionamento do sistema de saúde.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top