Ausência de pacientes nas consultas preocupa Prefeitura

Segundo índices levantados pela Prefeitura, as faltas em consultas médicas especializadas continuam altas. As faltas em consultas médicas chegaram até a quase 60% em algumas especialidades.

A situação não ocorre apenas em consultas, mas também em exames e outros procedimentos. No mês de julho de 2015, por exemplo, o índice foi: cardiologia 31%, cirurgia geral 36%, dermatologia 57%, gastroenterologia 19%, mastologia 41%, oftalmologia 22%, ortopedia 28%, otorrinolaringologia 35%, pneumologia 28%, psquiatria 32% e urologia 21%.

Já em relação aos exames de imagem realizados na Santa Casa de Mogi Mirim: mamografia, raio X, tomografia e ultrassonografia, média de 20 à 25% de ausência. E quanto a consultas e exames no AME de Mogi Guaçu, média de 17%.

A Prefeitura adotou uma medida para agilizar o processo de consultas e exames: informar o paciente por telefone, solicitando a retirada do agendamento. Mesmo assim, o absenteísmo não registrou queda.
Para um atendimento mais ágil, os agendamentos passaram a ser realizados por telefone, dando o prazo para retirada do documento na Unidade Básica de Saúde (UBS), de referência.

Há muitas pessoas que, após marcarem a consulta acabam faltando e, às vezes, nem mesmo retiram o agendamento. Porém, é importante lembrar que esse tipo de atitude prejudica não apenas quem faltou, mas também a população de forma geral.

Faltar em consultas médicas é algo recorrente em Mogi Mirim e a Secretaria de Saúde solicita à população para comunicar a falta quando o paciente tiver algum imprevisto, para que possa encaixar outro paciente no lugar. A demanda do SUS não é pequena, por isso, uma vaga que seja, é muito importante para quem está precisando dela.

Faltas em consultas médicas chegam a até 60% em algumas áreas, diz Prefeitura (Foto: Divulgação/Prefeitura de Mogi Mirim)

OLHAR BRASIL
A Prefeitura realizou recentemente, por meio de um programa do Ministério da Saúde, denominado “Olhar Brasil”, consultas com entrega de óculos de grau gratuitos às crianças da rede pública de ensino da Educação Básica (1º e 3º anos), que necessitaram.

Mesmo sendo tudo gratuito, inclusive, com armações para escolha, o absenteísmo foi muito grande. E todas as consultas agendadas foram confirmadas durante a semana para realização aos sábados.

Recentemente, também foi realizada uma ação especial da odontologia, com agendamentos prévios, para realização de consultas no sábado, dia 15 de agosto, ocasião em que muitas faltas também foram registradas.

É muito importante também que os munícipes mantenham seus dados atualizados. No caso de alteração de número fixo, celular ou endereço, o paciente deve comunicar imediatamente a Unidade de Saúde.
É imprescindível que a população se conscientize dessas medidas simples, já que a procura por consultas e exames é alta e há um grande número de usuários.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top