Prefeitura promete aula de Informática interdisciplinar para 2016

Com o objetivo de adequar o currículo escolar a nível federal, a Secretaria de Educação pretende tornar as aulas de Informática de forma interdisciplinar em 2016. Mas, por enquanto, as aulas serão mantidas e não haverá a suspensão ou cancelamento na grade escolar.

Segundo a secretária de Educação, Márcia Rottoli de Oliveira Masotti, incorporar as aulas de informática com outras disciplinas em sala de aula resultará em um aproveitamento de conhecimento bem maior por parte dos alunos.

A secretária declara que as aulas de informática fazem parte da grade curricular há mais de 15 anos, mas que muitas vezes, os alunos saem da escola sem sequer saber escrever um texto no Word. Assim, com a Interdisciplinaridade os alunos poderão absorver maior conhecimento e habilidades com o computador.

“Tenho notado que, muitos alunos, mesmo com as aulas regulares de Informática nos laboratórios, não conseguem absorver os conhecimentos básicos. Os professores se empenham, mas muitas vezes os alunos não aprendem nem redigir um texto no computador”, declara Márcia Masotti.

A mudança não foi feita sem a consulta, sem ouvir as opiniões das pessoas envolvidas. A secretária de Educação afirma que, dos 16 diretores das Escolas Municipais de Ensino Básico (EMEB’s) de Mogi Mirim, 13 foram favoráveis para que as aulas de Informática fossem incorporadas às outras disciplinas.

“Não fiz nada sem consultar não. Tivemos um diálogo e a maioria dos diretores foi favorável à nova maneira de se aplicar as aulas de Informática nas EMEB’s. Então, vamos implantar isso no ano que vem”, garante Márcia Masotti.

Para melhorar o rendimento de professores e alunos, a Secretaria de Educação ofereceu capacitação aos professores de Informática da rede municipal. Um workshop foi realizado em São Paulo, na Microsoft. “Não vamos alterar apenas a maneira de ministrar as aulas. Vamos oferecer melhor qualidade de ensino aos alunos com a capacitação oferecida aos professores”, encerra Márcia.

Profissionais da Educação passaram por capacitação em São Paulo (Foto: Divulgação/Prefeitura de Mogi Mirim)


WORKSHOP
No último dia 16, professores de Informática da rede municipal de ensino participaram de um workshop educacional oferecido pela Microsoft em sua sede, em São Paulo.

No total, participaram 12 servidores, entre professores e técnicos da Secretaria de Educação. O curso é fruto de uma parceria, que não representa custo algum, entre a multinacional do ramo da tecnologia e a Prefeitura, firmada em julho de 2015

Após a implantação da ferramenta educativa Office365 em toda a rede de ensino, a Microsoft convidou os profissionais para conhecer a estrutura da empresa, com sede nacional na capital paulista e descobrir mais recursos que são disponibilizados através da parceria celebrada.

Dois técnicos da área de marketing educacional da empresa realizaram a apresentação da sede da empresa e, posteriormente, os professores foram conduzidos até o laboratório tecnológico para apresentação dos recursos OfficeMix e ClassNote.

O OficceMix garante aos usuários da ferramenta mais possibilidades de apresentações no Power Point, permitindo a inserção de áudios e vídeos às apresentações.

Neste programa, por exemplo, o professor pode fazer uso de uma webcam para gravar imagens e de um microfone para narrar a aula, contida na apresentação. A ferramenta garante maior interatividade e assegura que o conteúdo fique armazenado na nuvem, na internet, viabilizando seu acesso à qualquer momento e de qualquer lugar.

Já o ClassNote permite que o docente elabore de forma informatizada sua forma de transmitir o conteúdo da matéria. Ele pode montar livros e apostilas com orientações sobre o assunto e disponibilizar para seus alunos, de forma on-line.

Do mesmo modo, a ferramenta gera para cada aluno um caderno virtual onde o educando realizará todas as suas atividades e o professor, automaticamente, terá acesso aos materiais.

A parceria celebrada há pouco mais de três meses, entre a Prefeitura e a Microsoft, já garante acesso às contas de e-mail para 1.312 servidores municipais da Secretaria de Educação e 2.097 alunos do 5º ao 9º ano das Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs). Até a última terça-feira, 22, mais de 15 mil trocas de mensagens, entre e-mails enviados e recebidos, haviam sido realizadas.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top