Cidade contabiliza 11 mortes por Dengue

Desde janeiro até outubro, a cidade contabilizou 11 óbitos por ocorrência da doença da Dengue. Foram sete mortes de pessoas do sexo feminino na faixa etária de 28 à 88 anos e mais quatro mortes do sexo masculino na faixa etária de 11 à 64 anos. Todos os óbitos ocorreram no primeiro semestre deste ano.
Atualmente, a cidade acumula 11,2 mil casos confirmados da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.

Desde janeiro foram confirmados mais de 260 mil casos de dengue no Estado de São Paulo. Em Mogi Mirim, desde o dia 10 de agosto, houve a descentralização dos agentes de controle de endemias, para a realização da ação de combate à dengue em áreas que antes eram descobertas, ou seja, localidades que os agentes comunitários não frequentavam, por conta do número reduzido de trabalhadores para este fim.

Na Prefeitura, há poças de água propícias para a proliferação do mosquito transmissor da Dengue (Marcelo Gotti/A COMARCA)

Mesmo com a mobilização dos agentes de saúde no combate à Dengue, a Prefeitura apresenta em seu Paço Municipal locais favoráveis para a procriação do mosquito Aedes aegypti com locais de água limpa empossada devido o respiro do Ar Condicionado.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top