Gasolina já é encontrada mais cara nos postos da cidade

Todos os postos da cidade já reajustaram os valores da gasolina. O aumento, em média, foi de 6% para o combustível. Já para o diesel, o reajuste chegou a 4%. O etanol deve seguir a linha de reajuste da gasolina, mas nem todos os postos alteraram os valores na bomba.

O reajuste do preço da gasolina e do diesel para as distribuidoras foi anunciado pela Petrobras na noite da última terça-feira, 29, mas a maioria dos postos da cidade reajustaram os valores nas bombas apenas na última quinta-feira, 1º de outubro.

A reportagem de A COMARCA percorreu alguns postos da cidade para verificar os reajustes. Na maioria, os valores dos combustíveis – gasolina, etano e diesel – já estavam alterados. Mas, em alguns postos, o valor do etanol ainda não havia sido corrigido pelo estoque do estabelecimento.

Em Mogi Mirim, o aumento da gasolina nas bombas variou de R$ 0,06 à R$ 0,12. O valor mais alto encontrado na gasolina foi de R$ 3,299 e o mais barato de R$ 2,949. Já o valor do diesel foi encontrado de R$ 2,859, o mais caro, e de R$ 2,799, o mais barato.

O etanol não contou com reajuste em todos os postos da cidade, mas o maior reajuste chegou ao acréscimo de R$ 0,15 na bomba. O valor mais em conta encontrado do etanol nos postos foi de R$ 1,899 e o mais elevado foi de R$ 2,099.

Aumento da gasolina variou de R$ 0,06 a R$ 0,12 por litro nos postos de Mogi Mirim (Foto: Marcelo Gotti/A COMARCA)

O aumento vem em um momento de crise, em que a Petrobras tem de lidar com uma dívida crescente, com a queda dos preços do petróleo e com denúncias de corrupção.

Embora os preços internacionais tenham caído dramaticamente, o enfraquecimento do real contra o dólar neste ano significa que os preços na bomba no Brasil permanecem baixos, segundo a agência Reuters.

O aumento deve dar maior impulso à já elevada inflação do Brasil. O reajuste deve ter impacto direto de aproximadamente de 0,20% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) já neste mês de outubro.
A previsão é de que o litro da gasolina seja elevado entre R$ 0,15 e R$ 0,17 nas bombas, enquanto que o mesmo volume de diesel deve subir de R$ 0,10 a R$ 0,11.

Todas as distribuidoras reajustaram os preços e os postos já recebem os combustíveis com preços novos. Com isso, alguns devem começar a repassar o aumento e outros vão depender de estoques e concorrência.

ANTERIORES
Em novembro de 2014, a Petrobras já havia aumentado o preço de venda nas refinarias da gasolina e do diesel, com altas de 3% e 5%, respectivamente. Em janeiro de 2015, a tributação incidente sobre a gasolina e o diesel também foi elevada, conforme o decreto presidencial 8.395, publicado no "Diário Oficial da União".

O aumento foi repassado ao consumidor pelos postos de gasolina. De acordo com o Fisco, o impacto do aumento seria de R$ 0,22 por litro para a gasolina e de R$ 0,15 para o diesel. Porém, o aumento variou em postos diferentes.

Em agosto, a Petrobras anunciou também aumento do preço do gás de cozinha - o gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado em botijões de até 13 kg. A alta média anunciada foi de 15%.

Por Marcelo Gotti

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top