Em Itapira, duas escolas foram ocupadas por estudantes

Em Itapira, duas escolas estão ocupadas por estudantes contrários ao processo de reorganização escolar. Após a ‘’Antônio Caio’’ ser tomada por manifestantes na semana passada, foi a vez da “Pedro Ferreira Cintra” ser interditada na última quinta-feira, 25. Segundo informações, algumas provas do Saresp foram destruídas na ocasião, em ato de boicote ao governo de Geraldo Alckmin (PSDB).

Por enquanto, as duas escolas ocupadas em Itapira são as únicas entre os 13 municípios coordenados pela Diretoria Regional de Mogi Mirim e concentrarão mudanças de ciclos a partir do próximo ano, a exemplo da “Coronel Venâncio” e da “Oscar Rodrigues Alves” em Mogi Mirim. As ocupações na cidade vizinha seguem sem maiores transtornos e sem a necessidade de intervenção da polícia.

Escolas de Itapira foram ocupadas em protesto contra reorganização promovida pelo Governo Alckmin

A Secretaria da Educação do Estado decidiu cancelar a aplicação das provas do Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar de São Paulo (Saresp) nas escolas ocupadas por manifestantes. Nas demais unidades, o exame que mede o nível de aprendizado dos alunos paulistas ocorreu na terça e quarta-feira, dias 24 e 25.

Participaram da avaliação estudantes da 3º, 5º, 7º e 9º anos do Fundamental e da 3ª série do Médio. A previsão da Secretaria é que 1,2 milhão de alunos sejam avaliados neste ano. As notas obtidas compõem o Idesp (Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo) e servem como parâmetro ao cálculo do bônus de professores e funcionários.

Os aspectos relacionados ao pagamento do bônus por resultado, que tem no Saresp elemento central para fins de cálculo, serão estudados do ponto de vista legal e comunicados posteriormente.

Da Redação

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top