‘Passaram informação errada’, diz Márcia sobre cancelamento das aulas de Informática

Houve uma falha na comunicação aos professores sobre o novo formato das aulas de Informática para 2016. Essa é a explicação da secretária municipal de Educação Márcia Róttoli sobre os recentes protestos de docentes da área na Câmara Municipal. “Passaram uma informação errada para eles”, garante Márcia.

Márcia esclareceu polêmica (Flávio Magalhães/A COMARCA)
Para desfazer o mal entendido, a secretária de Educação se reuniu com os professores na manhã da última quarta-feira, 28, e preparou um comunicado por escrito para toda a rede municipal. Márcia esclareceu que os professores de Informática permanecerão nos cargos, e não serão rebaixados para monitores, como se especulou recentemente.

A diferença é que os trabalhos serão realizados juntamente com os professores de outras áreas. Ou seja, os docentes a partir de agora devem planejar juntos suas aulas. “Eles estão sendo graduados, não rebaixados. Darão suporte aos alunos e demais professores”, destacou Márcia. “A intenção é que as crianças usem mais as aulas de informática”, reforçou.

A integração das disciplinas no currículo de 2016 foi noticiado por A COMARCA em setembro. Foi anunciado na época que, para melhorar o rendimento de professores e alunos, a Secretaria de Educação ofereceu capacitação aos professores de Informática da rede municipal. Um workshop fora realizado em São Paulo, na Microsoft.

Atualmente, o município dispõe de lousas digitais em todas as escolas da rede. No entanto, segundo Márcia, o recurso quase não é utilizado. Com a integração, os equipamentos serão mais aproveitados e os horários das antigas aulas de Informática serão ocupados por aulas de Matemática, uma vez que as escolas da cidade não atingiram um bom índice no Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado (Saresp).

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top