Plano de Mobilidade quer priorizar transporte público

Em um município onde há um veículo para cada habitante maior de idade, o transporte público passou a ser prioridade. O Plano de Mobilidade Urbana (PlanMob) de Mogi Mirim prevê diretrizes a serem implantadas nos próximos anos com o objetivo de favorecer o trânsito de ônibus na cidade e facilitar a vida dos passageiros.

Até junho do ano que vem algumas medidas já devem entrar em vigor, como o Bilhete Único. Através desse sistema, o passageiro que precisa pegar dois ônibus para chegar ao seu destino deve pagar apenas uma vez pela tarifa na catraca, no sistema de integração das linhas urbanas.

Essa mudança será acompanhada de uma reconfiguração dos itinerários da Santa Cruz Transportes. “As ruas em que passam ônibus vão continuar”, esclareceu a secretária de Mobilidade Urbana, Beatriz Gardinalli. Mas a proposta é que sejam eliminados os “trajetos negativos” que existem hoje.

Projeto de como ficaria a Rua Ulhôa Cintra sem estacionamentos e com faixa preferencial e ciclofaixa

A ideia é que o transporte público vá e volte pelo mesmo caminho, tendo um ponto final, e não siga sempre em sentido circular, como é feito atualmente. Isso já solucionaria um dos problemas apontados pelo PlanMob, o chamado “efeito sanfona”. Isto é, as linhas que passam todas em horários próximos, deixando um grande intervalo de espera até o próximo ônibus.

Com esse redesenho, o Jardim Velho voltaria a funcionar como um terminal para o transporte coletivo, a exemplo do que era feito antigamente. Além disso, o Centro de Mogi Mirim teria ruas preferenciais para o trânsito de ônibus.

“Estamos dando prioridade ao pedestre e ao transporte público em detrimento do automóvel”, argumentou Gardinalli. Esse projeto, previsto para ser implantado a longo prazo, prevê a criação de faixas preferenciais para ônibus e extinção do estacionamento nessas ruas centrais.

Todas as propostas foram apresentadas ao Conselho Municipal de Trânsito e Transportes e continuam abertas para discussão. A expectativa é de que o PlanMob seja votado na Câmara Municipal apenas em 2016. A empresa BrazHuman Corp Engenharia e Consultoria, de Cotia (SP) foi contratada pelo Governo por R$ 146 mil para elaborar o plano.

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top