Emprego e renda garantem bom desempenho à Mogi em ranking

Mogi Mirim aparece como a 46ª cidade mais desenvolvida do Brasil e a 32ª de São Paulo, segundo dados da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) através de seu índice de desenvolvimento municipal (IFDM).

Dos três quesitos avaliados, Emprego e renda foi o que garantiu uma boa colocação ao município. Mogi Mirim possui o 5º maior do Estado de São Paulo, ficando a frente de Indaiatuba, Piracicaba, Sorocaba, São Caetano do Sul, São João da Boa Vista, Santa Bárbara do Oeste, da própria capital paulista e de centenas de cidades. Isso se deve, dentre outros fatores, ao alto grau de renda per capta mogimiriana e a política de industrialização promovida nos anos 1990 e 2000.

O ranking, divulgado recentemente, foi produzido com dados referentes ao ano de 2013, o primeiro do mandato do prefeito Gustavo Stupp (PDT) e revela melhoras em todas as áreas em comparação aos índices de 2012, último ano da gestão de Carlos Nelson Bueno (sem partido). Mogi Mirim passou de 0,836 para 0,862, com um índice de desenvolvimento considerado muito alto.

Mogi Mirim aumentou notas, com índice de desenvolvimento considerado muito alto (Divulgação/Prefeitura de Mogi Mirim)

Com um sistema semelhante ao IDH das Organizações das Nações Unidas (ONU), o IFDM também varia de 0 a 1 e quanto maior a nota, melhor o desenvolvimento do município. Mogi Mirim obteve 0,917 em Educação, 0,866 em Saúde e 0,802 em Emprego e Renda.

Apesar da maior absoluta nota da cidade ser em Educação, uma análise mais aprofundada revela que, nesse quesito, 350 dos 645 municípios do Estado de São Paulo obtiveram melhor desempenho. Mogi Mirim perdeu para Itapira, Mogi Guaçu, Ribeirão Preto, Bragança Paulista, Registro, Presidente Prudente, Campos do Jordão, Rio Claro, São Carlos, Jundiaí, Americana, Santo Antônio do Aracanguá, dentre outros.

A Saúde, a nível nacional, também está longe das melhores colocações. Nessa área, a cidade fica em 936º e atrás de Hortolândia, Osasco, Sertãozinho, Analândia, Bauru, Barretos, Campinas, São João da Boa Vista, Cajamar, Indaiatuba, Santo André, Marília, Itapira, Campo Limpo Paulista, Santa Cruz da Conceição, dentre outros.

Por Flávio Magalhães

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top