Mogi confirma 1º caso de Zika

Mogi Mirim confirmou nessa semana o primeiro caso de Zika Vírus da cidade. A informação foi oficialmente divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde na manhã de ontem, 19. Trata-se do caso de uma mulher de 41 anos, não gestante, que contraiu a doença em viagem aos municípios de Presidente Epitácio (SP) e Cruzeiro do Oeste (PR) no início deste ano.

A infecção pelo Zika Vírus foi diagnosticada pelo Instituto Adolfo Lutz, do Governo do Estado de São Paulo, em exames que estão sob conhecimento de Mogi Mirim desde a última terça-feira, 16. O endereço da paciente é mantido em segredo, por decisão da Administração Municipal, para não gerar pânico em nenhuma região da cidade.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde, a mogimiriana passou mal já durante a viagem de volta ao município e, assim que retornou, entrou em contato com o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ciente dos casos de Zika na divisa com o Paraná. A paciente foi encaminhada para a Vigilância Epidemiológica local para a realização de exames. O diagnóstico só foi possível porque a mulher procurou ajuda médica antes do terceiro dia de sintomas.

Foto: Rafael Neddermeyer / Fotos Públicas
Com a suspeita de Zika, a Prefeitura seguiu o protocolo de ações recomendado pela Superintendência de Controle de Endemias de São Paulo (Sucen). Todas as residências num raio de nove quarteirões do endereço da paciente foram vistoriadas, com atenção especial às mulheres grávidas. Nenhum outro doente foi encontrado no monitoramento, que também buscou e eliminou criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença.

A infecção pelo Zika, assim como a Dengue ou Febre Chikungunya, se dá quando um mosquito portador do vírus pica uma pessoa. Nesse sentido, a Secretaria de Saúde tranquilizou a população, garantindo que a paciente doente ficou reclusa e usava repelente constantemente, evitando a disseminação dessa enfermidade.

REGIÃO
Espírito Santo do Pinhal também confirmou nessa semana seu primeiro caso de Zika Vírus. Campinas também registrou uma ocorrência nesse sentido. Americana admitiu uma suspeita da doença em uma mulher gestante. Ao todo, são 21 casos no Estado de São Paulo.

Da Redação

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top