Palavra de ordem no Mogi Mirim: reabilitação!

O mau início de temporada no Campeonato Paulista da Série A-1 desagrada a todos no Mogi Mirim: dirigentes, técnico e comissão técnica, além dos próprios jogadores.

Mesmo com grande potencial individual no elenco, o time ainda não conseguiu absorver bons resultados no Paulistão. Nas duas primeiras rodadas, duas derrotas: diante do Osasco Audax, na estreia em casa por 2 a 1 e contra a Ferroviária, na Arena da Fonte, pelo mesmo placar.

A adversidade nos resultados não é encarada com naturalidade pelo técnico Toninho Cecílio, que acredita na qualidade de seus atletas e espera uma reação imediata dentro da competição. “Temos que ir para cima da adversidade. Não podemos aceitar as derrotas com naturalidade. Tiramos detalhes positivos e negativos das duas primeiras rodadas. Mas temos que ficar indignados com os maus resultados conquistados e reverter tudo isso”, comenta Cecílio.

Time do Mogi Mirim quer reverter maus resultados das primeiras rodadas do campeonato (Marcelo Gotti/MMEC)

Em duas partidas disputadas foram quatro gols sofridos e apenas dois marcados. A falta de pontos coloca o Sapo na lanterna do Grupo D e na vice lanterna na classificação geral. Nesta temporada, serão rebaixadas seis equipes para a Série A-2 do Paulista.

Mas um alento para Cecílio é que alguns jogadores recém-chegados ainda não estrearam com a camisa do Sapão da Mogiana no Paulistão: os zagueiros Renato Santos e Saimon e os meio-campistas Lulinha, Emerson Santos e Jean Deretti. Alguns deles já ficaram como opção no banco de reservas, mas não atuaram dentro das quatro linhas.

Neste domingo, 14, pela quarta rodada do Paulistão, o Mogi recebe o XV de Piracicaba no Estádio “Vail Chaves”, às 19h30. Toninho Cecílio prega muito respeito ao adversário, uma vez que comandou o time piracicabano na última temporada do Paulistão, mas espera um bom resultado diante do torcedor mogimiriano.

“Não há mais espaço para erros. Precisamos de uma reação para ontem. Temos muito respeito pelo adversário, mas não existe outro pensamento no grupo a não ser o de vitória”, finaliza o treinador do Sapão da Mogiana.

Da Redação

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top