Filho de jogador do Mogi Mirim morre afogado em piscina

Um bebê de apenas dois anos, filho do atacante Léo Arthur, que joga no Mogi Mirim Esporte Clube (MMEC), foi encontrado boiando na piscina da casa onde o jogador mora com a família, à Rua Vereador Simão Ferreira Alves, no Jardim Primavera, região do Aterrado.

A criança estava com a mãe, uma jovem de 21 anos, que está em estado de choque. Segundo a mãe da criança, ela estava na residência junto com o filho arrumando algumas coisas. Após terminar as tarefas, deitou-se com a criança para um cochilo, sendo que ambos adormeceram levemente.

Quando ela despertou, percebeu que o bebê não estava mais ao seu lado e saiu a procura do filho, acabando por encontrá-lo boiando na piscina da casa.

Em estado de choque, a mãe começou a gritar desesperadamente, alertando os vizinhos que vieram em socorro e tentaram animar a criança até a chegada da equipe do SAMU.

O bebê foi levado à Santa Casa na tentativa de tentar meios para reanimá-lo, porém, todas tentativas foram em vão.

ENTERRO
O corpo da criança foi velado e sepultado ontem à tarde, na cidade de Osasco – cidade natal do jogador. Na ocasião, estiveram presentes todos os jogadores do MMEC, que prestaram últimas homenagens à criança e manifestaram apoio a Léo. Neste domingo, 10, na partida entre Mogi X Palmeiras, haverá homenagem com camisas e faixas, além de um minuto de silêncio e tarja preta nos uniformes dos jogadores durante o jogo.


Da Redação

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top