Diretor da Etec quer permanecer no cargo

O atual diretor da Escola Técnica (Etec) “Pedro Ferreira Alves”, André Luiz dos Santos, vai disputar as eleições internas para permanecer os próximos quatro anos no cargo. O pleito envolverá alunos, professores e demais funcionários da instituição. A campanha começou nessa semana.

“A gente conquistou bastante coisa, mas tem muito mais a conquistar”, resumiu o diretor para a reportagem de A COMARCA. Um de seus méritos foi a entrega de um refeitório coberto aos estudantes, logo no início deste ano letivo.


O atual diretor tem como concorrentes os professores Luiz Henrique Biazotto, Samira El’Khoueiri e Milene Lopes da Cunha. Os três mais votados formam a chamada lista tríplice, que é encaminhada ao Centro Paula Sousa (responsável pela administração das Etecs do estado), que escolhe quem ocupará o cargo. A definição deve ocorrer apenas em julho.

Santos comanda a Etec desde julho de 2015, quando o último diretor eleito, Felipe Duran Gonçales, abandonou o mandato para coordenar uma sala descentralizada em Holambra, no auge de uma crise que refletiu diretamente no ensino da escola mogimiriana. De 2012 para 2013, a média da escola caiu mais de 30 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Com a missão de substituir o velho diretor, André encontrou um corpo docente desunido e uma dívida de R$ 94 mil. Desse valor, aproximadamente R$ 69 mil são referentes à merenda e a cantina. Os outros R$ 25 mil são das contribuições previdenciárias atrasadas.

De lá para cá, eventos foram organizados em parceria com o Grêmio Estudantil para abater parte dessa dívida. O diretor voltou a abrir a escola para a comunidade, buscando soluções junto aos pais. Os professores, antes desmotivados, abraçaram a causa e a escola voltou a subir nos indicadores educacionais.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top