Mais de 350 livros da biblioteca são atingidos por água da chuva

As chuvas dessa semana causaram transtornos na Biblioteca Pública de Mogi Mirim. Frequentador assíduo do local, Edson Róttoli procurou A COMARCA para denunciar a falta de manutenção do local. Uma prateleira inteira acabou molhada, atingindo mais de 350 livros.

O fato se deu em razão de um vazamento no andar de cima da biblioteca, exatamente no local onde ficam centenas de títulos de literatura estrangeira. As poças de água acumulada acabaram escorrendo para o térreo, provocando mais desordem no local.


Segundo A COMARCA apurou, uma das causas do vazamento pode ser uma calha mal instalada. A reforma do telhado ocorreu em 2012, para corrigir infiltrações e sanar justamente os transtornos causados pela chuva. Foram investidos R$ 98 mil na época.

“Será que não tem um departamento de manutenção na Prefeitura”, questiona Róttoli, indignado. “Venho aqui todo dia, é lâmpada queimada, é banheiro quebrado, quatro aparelhos de ar-condicionado novos que ninguém veio instalar”, enumera. “É o abandono da Cultura!”, critica.


A situação chocou quem compareceu ao local na última quarta-feira, 18. “Isso é horrível, porque é um patrimônio público”, lembra Gisele Cristina de Lima. “É triste, é bem trágico”, resume, ao ver os livros molhados.

A Biblioteca Pública conta com acervo de milhares de livros, alguns históricos. Toda a coleção de 115 de jornais publicados por A COMARCA também está lá, disponível para a público, porém em condições precárias. “Eles [Prefeitura] não sabem o valor disso aqui”, encerra Edson.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top