Mogimiriano será um dos 12 mil brasileiros que conduzirão Tocha Olímpica

A cerimônia de condução da Tocha Olímpica em solo brasileiro, iniciada em 3 de maio em Brasília e que terminará no Rio de Janeiro no dia 04 de agosto, depois de percorrer 329 cidades e ser conduzida por cerca de 12 mil pessoas, terá um mogimiriano entre as pessoas escolhidas pelo Comitê Olímpico Brasileiro.

Não se trata de nenhum “ás” do esporte, mas da ciência brasileira.  O professor- doutor  em biologia animal, Alcides Pissinatti, de  73 anos, mogimiriano de nascença e radicado no Estado do Rio de Janeiro desde 1967 , terá o privilégio de carregar o fogo olímpico num percurso de 200 metros no dia 2 de agosto, em Niterói (RJ). Membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária , Pissinatti que é oriundo de uma família com raízes no bairro rural do Fundinho, região da Bocaina; possui entre suas principais responsabilidades a elaboração de protocolos para manejo de primatas, os quais, depois de aprovados são adotados por preservacionistas de todo o mundo.


Respeitado dentro e fora do Brasil, Alices Pissinatti recebeu em 2014 uma elogiosa e rara homenagem da comunidade científica animal ao ter uma nova espécie de primata descoberta na floresta amazônica, a Pithecia pissinattii. Familiares dele que ainda moram na cidade receberam a notícia com grande orgulho. Devido aos muitos afazeres ( apesar da idade é uma pessoa com uma rotina espartana de trabalho conforme definição das pessoas mais próximas) vêm muito pouco a Mogi Mirim, mas A COMARCA  apurou que ele deve dar o ar da graça em breve.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top