Orçamento para 2017 é fixado em R$ 350 milhões

A Prefeitura apresentou durante a semana, em audiência pública realizada no plenário da Câmara Municipal, os números da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2017. Foram planejados R$ 350 milhões para o próximo ano. Destes, R$ 304,7 milhões para a Prefeitura, R$ 36,2 milhões para o Saae e R$ 9,1 milhões para a Câmara Municipal.

“O próximo prefeito vai ter que correr atrás de recursos, a expectativa para 2017 não é boa”, alertou a secretária de Finanças, Elisanita Aparecida de Morais. De acordo com os números da LDO, a capacidade de investimento do município é próxima a zero. Dos R$ 313 milhões previstos para a Prefeitura, R$ 280 milhões são apenas para manter a estrutura do governo funcionando.

Para 2017, o município deve investir 28% (R$ 87,2 milhões) do orçamento em Educação e outros 29% (R$ 89 milhões) em Saúde. Setores como Esporte, Juventude e Lazer (R$ 2,4 milhões) e Cultura e Turismo (R$ 1,5 milhão) ficaram com menos de 1% do total previsto pela LDO.

Essa distribuição gerou críticas por parte da vereadora Maria Helena Scudeler de Barros (PSB), única pré-candidata ao Executivo presente na reunião. “A cidade tem uma receita significativa, sempre falei isso. O que precisa é enxugar setores que podem ser enxugados”, disse. A ideia de Maria Helena é rever todos os contratos da Administração com empresas terceirizadas.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top