Peças para carro lidera exportação em Mogi

Partes e acessórios de veículos automóveis foram os principais produtos de exportação de Mogi Mirim no ano de 2015. É o que apontam os dados levantados pela reportagem de A COMARCA junto a Secretaria de Comércio Exterior, uma divisão do Ministério do Desenvolvimento.

Peças automotivas são destaque
O município conta com um notável parque industrial de peças automotivas, com empresas que desenvolvem produtos como embreagens, freios e suspensões. Esse setor foi responsável por movimentar, no ano passado, quase US$ 27 milhões. Isso significa quase 38% das exportações de Mogi Mirim.

Em segundo lugar está a citricultura, ou seja, exportação de frutas cítricas, como laranja, limão, setor o qual o município conquistou grande fama nas últimas décadas. Foram US$ 11,5 milhões movimentados nesse mercado, que representa pouco mais de 16% de todas as exportações locais.

Ambos os setores sofreram uma retração com o atual cenário econômico desfavorável. O mercado de peças automotivas encolheu quase 5% em comparação com 2014, ano em que movimentou mais de US$ 28 milhões. Já a citricultura sofreu mais, com um encolhimento de 27%, uma vez que chegou a movimentar US$ 15,8 milhões há dois anos.

Os três países que mais compram os produtos fabricados em Mogi Mirim são, respectivamente, Estados Unidos, Argentina e Holanda. A participação dos norte-americanos é de quase 33% (US$ 23,4 milhões), enquanto a dos argentinos é de 16,8% (US$ 12 milhões) e a dos holandeses, 10% (US$ 7 milhões).

Na ponta do lápis, a balança comercial mogimiriana é negativa desde 2010, isto é, o município mais importa do que exporta. Enquanto as exportações movimentaram US$ 71 milhões em 2015, as importações ficaram em US$ 90 milhões, um saldo negativo US$ 19 milhões.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top