Empresário zera conta de energia somente com luz do sol

O empresário Luis Augusto Carnevalle, da cidade de Mogi Guaçu, conseguiu zerar sua fatura de energia elétrica utilizando somente a luz do sol. Para isso, ele instalou em sua residência um sistema de geração de energia chamado fotovoltaico, que usa a luz solar para produzir eletricidade.

Em março, a reportagem de A COMARCA visitou o empresário, antes da instalação do equipamento em sua casa. Na ocasião, ele destacou que não havia aquele tipo de captação de energia solar em nenhum outro lugar da região. Quatro meses depois, ele procurou o jornal com a fatura de energia elétrica em mãos: nenhum centavo de cobrança.

Isso porque a quantidade de energia gerada pelo sistema fotovoltaico atende as necessidades da residência, uma vez que o valor gerado é superior à necessidade do local. Assim, o sistema produz energia necessária e armazena outra porcentagem para a utilização em períodos em que não há iluminação natural.

O sistema instalado na casa de Carnevalle é composto de oito placas fotovoltaicas que irão gerar uma energia, por ano, de 3 MW/h, o que irá representar um abastecimento de 250 Kw/h por mês.

O valor atende as necessidades da residência do empresário, que tem um consumo médio de 240 Kw/h por mês. O que não é consumido pela residência, é transformado em energia para a concessionária Elektro e, então, gerado um credito que poderá ser usado nos próximos 60 meses pelo cliente.

Representante de vendas do sistema solar da Empresa Brasileira de Energia Solar (EBES), Carnevalle destaca que o custo para a instalação em residências varia de R$ 17 mil a R$ 30 mil. “Depende das necessidades do cliente e do tamanho da casa. Mas o retorno do investimento é lucrativo e duradouro”, aponta o representante comercial.

Para entrar em funcionamento, o sistema precisa ser conectado à rede elétrica da residência através do padrão de força ou a caixa de distribuição central da moradia. “A instalação é simples e requer a colocação de alguns aparelhos que transforma a eletricidade continua em alternada”, esclarece Carnevalle.

Além da produção de energia elétrica, o sistema preserva o meio ambiente e os recursos hídricos, além de economizar dinheiro e valorizar o imóvel. O sistema não é novo, porém, tem se tornado mais comercial nos últimos tempos, principalmente em países da América do Norte e Europa.

O orçamento para uma instalação como essa varia de acordo com o tamanho da residência e a sua localização. Por exemplo, uma casa rodeada por prédios e árvores possuirá um custo maior para a instalação do produto, uma vez que está em uma área de sombreamento – o que dificulta a captação e distribuição de energia.

A ideia é que a geração de energia através de placas fotovoltaicas seja um investimento de longo prazo. No Estado de São Paulo, a média hoje é que o sistema se pague no período de cinco a sete anos. Após a instalação, os produtos são submetidos à vistoria e autorização da concessionária, que neste caso é a Elektro.

Na Alemanha, Estados Unidos e China, o sistema já tem grande penetração nas residências e comércios. No Brasil, poucas moradias e estabelecimento comerciais detém o sistema de captação de energia solar para transformar em energia elétrica.

Os interessados em obter informações sobre o sistema para aquisição podem entrar em contato com Luis Carnevalle pelos telefones: (19) 3891-7114 ou 99132-3489.


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top