Sem apoio, Maria Helena desiste de pré-candidatura

Sem conseguir viabilizar alianças para indicação de um pré-candidato a vice-prefeito, a vereadora Maria Helena Scudeler de Barros (PSB) confirmou à imprensa na segunda-feira, 11, que desistiu da corrida eleitoral deste ano. Na ocasião, rechaçou até uma reeleição à Câmara Municipal, embora o PSB trabalhe para fazê-la mudar de ideia quanto ao Legislativo.

Na semana passada, A COMARCA noticiou com exclusividade a tentativa de união entre o PSB e outros partidos com o PMDB de Ricardo Brandão. Nesse caso, Maria Helena abriria mão de encabeçar a chapa e seria vice do ex-prefeito. Essa sugestão foi recusada pelos membros da legenda socialista, em reunião no último sábado, 09.

Já no domingo, 10, foi fortemente trabalhada a união com o PT, indicando Ernani Gragnanello como vice de Maria Helena. Mas a ideia também não agradou a militância do PSB. “Há muita resistência, não ao Ernani, mas ao partido dele, e isso dividiria o nosso partido”, explicou o presidente da sigla socialista, Massao Hito. “Se unido já é difícil, dividido é impossível”, argumentou.

Essa foi a gota d’água que colocou um ponto final na pré-candidatura de Maria Helena. Anteriormente, houve tentativas frustradas de compor uma chapa com Robertinho Tavares (PEN) e com Cinoê Duzo (PSB). Ambos preteriram essa possibilidade para disputar uma vaga ao Legislativo no pleito de outubro.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top