Conta de energia vai ficar mais barata

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu na última terça-feira, 23, um reajuste negativo de 12,28% para clientes residenciais e comerciais e de 15,02% para grandes consumidores, como indústrias, da área de concessão da Elektro. Isso significa que os clientes sentirão uma redução no valor das próximas contas de energia.

Como exemplo, uma fatura residencial de R$ 100,00 passará para R$ 87,72 com o reajuste. As novas tarifas entraram em vigor a partir do último dia 27, e a diferença será sentida integralmente a partir da fatura do mês de outubro. O reajuste tarifário é um processo anual calculado pela Aneel.

O reajuste negativo reflete o repasse aos consumidores da redução dos custos de compra de energia e encargos ocorridos nos últimos 12 meses destacando, respectivamente, a redução na tarifa de repasse de Itaipu e no encargo de CDE (Conta de Desenvolvimento de Energia).


EFEITOS
Apesar do reajuste negativo, os resultados da concessionaria não serão impactados, pois a parcela que remunera a Elektro é atualizada monetariamente pela inflação. A redução é decorrente do repasse dos valores de compra de energia e encargos. De todo o valor da conta de energia apenas 18% remunera a Elektro.

“Sabemos que a conta de energia é um item relevante no orçamento das famílias e empresas. Dessa forma, uma redução tarifária dessa magnitude representa um importante benefício para a sociedade e crescimento da economia”, afirma Thiago Bigi, gerente executivo de Assuntos Regulatórios da Elektro.

 A Elektro é uma empresa do Grupo Iberdrola, 5º maior de energia elétrica do mundo. Com atuação em 228 municípios, sendo 223 no Estado de São Paulo e cinco no Mato Grosso do Sul, atende mais de 2,5 milhões de clientes, cerca de 6 milhões de pessoas.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top