Coronel Vanderlei diz que não fará promessas

Na manhã do último sábado, 30, a convenção do PRP de Mogi Mirim oficializou Coronel Vanderlei de Oliveira e Dr. Oscar Faria Júnior como candidatos a prefeito e vice para as eleições de outubro. Em seu discurso, o coronel reformado da Polícia Militar se comprometeu a não fazer uma campanha de promessas.

“Não farei nenhuma promessa, seria leviano de minha parte”, afirmou diante de correligionários, reforçando que seu compromisso será com a Constituição do Brasil e com a Lei Orgânica Municipal que rege Mogi Mirim.

O postulante a prefeito do PRP também condenou a prática de churrascos e outros tipos de favores que alguns candidatos fazem com o objetivo de angariar votos. “Não podemos mais admitir isso”, reforçou. “Temos que encerrar um ciclo vicioso e entrar num ciclo virtuoso”, completou, em referência ao cenário eleitoral como um todo.

Coronel Vanderlei e Dr. Oscar Faria Júnor, candidatos a prefeito e vice

REFORÇO
A confirmação da candidatura de Coronel Vanderlei e Dr. Oscar recebeu o reforço dos adeptos do PSB, que comparecem na convenção do PRP. As principais lideranças do partido, o ex-prefeito Paulo Silva e o presidente da legenda Massao Hito, compuseram a mesa junto com os candidatos a prefeito e vice.

“Podemos fazer a diferença porque somos diferentes”, declarou Massao. “Não há diferença entre os dois candidatos que já foram prefeitos, já sabemos a que eles vieram”, disse o presidente do PSB, em clara referência a Ricardo Brandão (PMDB) e Carlos Nelson Bueno (PSDB).

Já o ex-prefeito Paulo Silva lembrou do capital político que ele e seus aliados possuem, dizendo que se engana quem pensa que a candidatura do Coronel Vanderlei vem como um azarão. “Nós temos força política!”, enalteceu. “Não será uma campanha fácil”, profetizou.

LEGISLATIVO
Juntos no apoio a Coronel Vanderlei e Dr. Oscar, na coligação que recebeu o nome de “Unidos Para Mudar Mogi”, PRP e PSB não irão coligar nas chapas para o Legislativo. O PRP lançou oito nomes, enquanto o PSB tem 26 candidatos. “Precisamos de uma Câmara forte, que não seja capacho do prefeito”, reforçou o jornalista Maurinho Adorno, presidente do PRP.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top