Entrega de correspondências gera reclamações por toda cidade

A aposentada Maryluz Guarini, moradora na avenida Brasília, disse que já desistiu de esperar pelo envio de boletos pelos Correios e tem entrado em contato com prestadores de serviços para que enviem a fatura também via e-mail.

“Quando comecei a perceber que as minhas contas ficariam mais caras por causa de atraso em pagamento não pensei duas vezes”, disse. A professora Ângela Baiodi, residente no conjunto SEAC, zona leste, disse que deixou de recorrer recentemente de uma multa de trânsito porque o prazo final vencia em 12 de agosto e a correspondência chegou quase uma semana depois. “Tem sido assim também com outros compromissos”, revelou.

Depoimentos iguais a estes tem sido rotineiros por toda a cidade. Conforme apurou A COMARCA, o motivo principal tem a ver com o desfalque no quadro de entregadores de correspondência. Um carteiro com quase 20 anos de casa, disse, sob condição de anonimato, que para dar conta de uma cidade do tamanho de Mogi Mirim, seriam necessários pelo menos 24 entregadores e no momento somente seis estão atuando. Segundo esta fonte, recentemente, em junho, cinco trabalhadores temporários tiveram contrato suspenso.


Ainda conforme mencionou, a empresa pede para que seja priorizada entrega de encomendas via SEDEX e cartas com registro. “Neste período eleitoral é vedada a realização de concurso e isso só agrava o quadro”, colocou. Aos sábados, segundo esta pessoa, tem sido feito um esforço extra com envio de funcionários de outras agências, para contornar a situação. “A gente acaba sendo cobrado nas ruas mesmo não tendo culpa alguma pela situação”, disse ao ser indagado sobre a reação das pessoas quando chega com a correspondência nas residências.

A COMARCA entrou em contato com a assessoria de comunicação da regional de Bauru da EBCT – à qual Mogi Mirim é subordinada – para ter um posicionamento oficial sobre o assunto. Segundo a responsável do setor, tão logo houvesse condições para responder aos questionamentos feitos, seria enviado um posicionamento, que até o fechamento da presente edição ainda não havia sido enviado.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top