Mogi Mirim perde quatro pontos por irregularidade de atleta, mas se mantém na Série C

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) penalizou na última segunda-feira, 19, o Mogi Mirim com uma multa de cinco mil reais, além da perda de quatro pontos na tabela, devido a escalação irregular do zagueiro Henrique Motta.

Com a decisão, a pontuação da equipe caiu de 22 para 18 pontos, mesmo assim, o Sapão da Mogiana manteve a sétima colocação do Grupo 2 do Campeonato Brasileiro da Série C. O clube acabou punido por decisão unanime dos auditores, por descumprimento do artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), referente à escalação de determinado jogador de maneira irregular.

ENTENDA
Pela 11ª rodada da competição, na derrota por 1 a 0 diante a Portuguesa, o atleta Henrique Motta recebeu um cartão amarelo, terceiro dele no campeonato, ocasionando suspensão automática na partida seguinte. Logo em seguida, o jogador recebeu o vermelho direto, acarretando em mais um jogo suspenso. Porém, o atleta foi julgado no STJD devido ao cartão vermelho e recebeu mais um jogo de punição.

Ou seja, o jogador deveria cumprir três jogos de suspensão, um pelo terceiro amarelo e outros dois pelo cartão vermelho, porém, o atleta cumpriu apenas duas partidas.

O jogador não atuou nas partidas contra o Guaratinguetá, em que a equipe venceu por 2 a 1, e na derrota por 4 a 0 para Tombense, porém, entrou em campo no empate sem gols contra o Macaé, não cumprindo assim, os três jogos de suspensão determinados.


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top