Carlos Nelson diz assumir governo de 'extrema dificuldade'

Mogi Mirim tem um novo governo. Na manhã deste domingo, 01, o prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB), a vice-prefeita Lúcia Tenório (SD) e os 17 vereadores eleitos em outubro tomaram posse em uma cerimônia que durou aproximadamente três horas, no plenário da Câmara Municipal.

Em seu discurso, Carlos Nelson afirmou que assumiu hoje um governo de "extrema dificuldade material e política". "Vamos fazer um enorme esforço de resgate da credibilidade de Mogi Mirim", afirmou o novo prefeito.

O novo chefe do Poder Executivo local avaliou que alguns problemas da cidade não encontrarão solução nos próximos quatro ou oito anos. "Há questões que vão afetar o mogimiriano pelos próximos 15 anos", declarou.

Carlos Nelson Bueno tomou posse como prefeito de Mogi Mirim na manhã deste domingo, 01

Carlos Nelson ainda respondeu as críticas que recebeu durante a campanha por ter fama de não prestigiar a classe do Funcionalismo Municipal. Disse que deu preferência à servidores de carreira na composição de seu primeiro escalão e que montou a diretoria do Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) apenas com funcionários públicos. "A mão de obra do município é sagrada", reforçou.

O novo prefeito de Mogi Mirim garantiu que deixará as portas do Gabinete sempre abertas e já justificou uma possível falta de agenda devido aos compromissos e viagens necessárias para obtenção de verbas e recursos. "Mas durante os oito anos em que fui prefeito, nunca fiz uma viagem ao exterior. Nem para Miami", disse, em tom de ironia.

"Estamos assumindo Mogi Mirim numa fase terrivelmente crítica num ambiente nacional pior ainda", frisou Carlos Nelson, que pediu a colaboração dos novos vereadores da cidade. "Peço paciência e vigilância, não me deixem errar", disse aos membros do Legislativo.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top