Febre Amarela confirmada em São João causa alerta em Mogi

Um caso de Febre Amarela em São João da Boa Vista acendeu o sinal amarelo em Mogi Mirim. Por se tratar de um caso importado, a Secretaria Municipal de Saúde está emitindo um alerta para que os mogimirianos não viagem para as áreas consideradas de risco, onde há casos confirmados da doença.

Segundo o Instituto Adolfo Lutz, que divulgou informações na última quarta-feira, 15, o caso de São João trata-se de um paciente do sexo masculino, de 62 anos, que contraiu a doença em um município do Estado de Minas Gerais. O paciente está bem e não está internado. Com essa notificação positiva de caso importado, Mogi Mirim está intensificando as orientações, considerando a proximidade do Carnaval.

Caso a viagem não possa ser adiada, a orientação da Saúde é que as pessoas procurem o posto de saúde para a vacinação, considerando que o efeito da dose ocorre após 10 dias. Nesse caso, as pessoas precisam apresentar comprovante da viagem às áreas de risco. Mogi Mirim ainda não tem casos confirmados da doença.


CAMPANHA
A Secretaria de Saúde realizou no sábado, 18, uma força-tarefa contra o mosquito Aedes aegypti na zona Rural. “Precisamos, junto com a população, eliminarmos todos os criadouros do mosquito”, declarou a secretária da Pasta, Rose Silva. Ela afirmou ainda que esse trabalho deve ser contínuo e a população precisa se conscientizar de que “todo dia, podemos fazer um pouco mais, ou seja, os próprios moradores vistoriarem regularmente suas residências”.

A ação casa a casa é em decorrência da necessidade de serem preenchidos formulários como a “folha-espelho” e vistoria das carteiras de vacinação. Esse cuidado é fundamental, pois a vacina pode causar reações. “Estamos trabalhando, a fim de constatar a situação quanto à saúde de cada morador”, sintetizou. “É um trabalho preventivo”.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top