Horto Florestal pode ser transferido ao município

A área pertencente ao Horto Florestal pode ser cedida para Mogi Mirim por um período de 99 anos. A negociação entre os governos municipal e estadual, mediada pelo deputado Barros Munhoz (PSDB), avançou muito na última segunda-feira, 13, em reunião na Secretaria Estadual do Meio Ambiente, em São Paulo.

“O grande passo foi dado, pois a reunião foi bem produtiva e esclarecedora”, resumiu Munhoz em rápida entrevista para A COMARCA, por telefone. O próximo e definitivo passo será uma audiência com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), dentro de aproximadamente 15 dias, para sacramentar a negociação.

O Zoológico Municipal, que está incorporado no perímetro do Horto, continuará sob os cuidados da Prefeitura, agora sem o risco de possível venda do espaço pelo governo estadual. “Não poderíamos correr quaisquer riscos que facultassem a perda da área, então, viemos conversar, explicar o nosso posicionamento e o Estado nos compreendeu”, disse o prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB).


O prefeito considerou a concessão da área ambiental como uma “vitória do povo de Mogi Mirim”. “É justamente onde está localizado o zoológico municipal e devemos atentar que esse espaço arborizado é um reduto tradicional das famílias mogimirianas”, afirmou.

Em reunião com os vereadores na terça-feira, 14, o prefeito apresentou quais os trâmites deverão ser realizados a partir de agora, devido à necessidade de regularização quanto à municipalização da área por quase um século. “Este é um trabalho que queremos fazer em conjunto, a fim de que possamos transmitir à população a importância dessa vitória para a nossa cidade”, reiterou Carlos Nelson.

De acordo com a Secretaria de Sustentabilidade Ambiental, será efetivado o protocolo de requisição do Horto Florestal na Secretaria Estadual de Meio Ambiente. Ele abrange a área de 1.498.000 m².
“Esse procedimento é de praxe, pois já regularizamos nas tratativas. Assim que houver o despacho do secretário o documento é encaminhado ao governador para a emissão de decreto cedendo a área ao município”, explicou o secretário da Pasta, Ivair Biazotto. Posteriormente, a Câmara Municipal deverá aprovar o decreto municipal.

“O desejo e anseio da população mogimiriana nesta questão obteve resultado altamente satisfatório com a mediação do deputado Barros Munhoz junto ao Ricardo Salles, secretário de Meio Ambiente”, observou o prefeito. O Chefe de Gabinete e Secretário de Governo, Danilo Zinetti e o Secretário de Sustentabilidade Ambiental, Ivair Biazotto acompanharam o prefeito na capital paulista.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top