Após novo vexame em casa, Mogi reencontra a vitória

Após a goleada por 6 a 0 para o São Caetano fora de casa, o Mogi Mirim Esporte Clube passou por outro vexame, mas dessa vez diante da própria torcida. O time sofreu uma goleada por 4 a 0 para o Penapolense em pleno “Vail Chaves”, o que custou a cabeça do técnico Marcelo Veiga.

A situação só não foi pior porque a equipe mogimiriana reencontrou o caminho da vitória na última quarta-feira, 29, ao vencer o Batatais por 3 a 1 jogando em casa novamente. O resultado deixou o Mogi Mirim em situação um pouco mais favorável, bastando uma nova vitória, dessa vez contra o Votuporanguense, para o time deixar a zona de rebaixamento.

PENAPOLENSE
Em tarde inspirada, o Penapolense jogou a vontade no “Vail Chaves”, onde bateu o Mogi Mirim, pelo placar de 3 a 0, na tarde do último sábado, 25. Os comandados do técnicos Edson Só se aproveitaram da fragilidade do Sapo e abusaram das triangulações e ultrapassagens pelas laterais do campo, conquistando uma goleada, em duelo válido pela 13ª rodada da Série A2 do Campeonato Paulista.

A posição de ambos os times na tabela foi refletida rapidamente em campo, tanto quanto o árbitro Daniel Bernardes Serrano deu início a partida. Atuando fora de casa, porém, sem pressão, tendo em vista que os times jogaram praticamente para um estádio vazio, a Penapolense logo assumiu o controle do jogo e gol não demorou a sair.

Com três minutos de jogo, os visitantes chegaram bem e quase inauguraram o placar. Léo Carvalho foi à linha de fundo e cruzou. Dentro da área, Leandro Love não aproveitou e mesmo livre, tocou para fora. Entretanto, aos oito minutos, Carlinhos controlou bem a bola pela direita e, esperou inteligentemente a passagem de Crystian. O lateral do CAP recebeu belo passe e cruzou – com perfeição – para Fio, de direita ele bateu firme para fazer 1 a 0.

Após praticamente assistir o Penapolense jogar nos primeiros 25 minutos, o Sapão tentou se impor e começou a incomodar o goleiro Samuel Pires. Contudo, quem marcou outra fez foi o visitante. Paulo Vitor arrancou e tabelou com Leandro Love que, fez a parede, colocando o meia cara a cara com o goleiro adversário. Sem opções, Poti cometeu o pênalti. Leandro Love não perdoou e marcou o segundo. Aos 40, o atacante converteu a cobrança, deslocando o arqueiro do Mogi com uma paradinha.
O Penapolense voltou arrasador do vestiário e ampliou a vantagem no início da etapa complementar. Aos três minutos, Juliano ganhou dividida no meio de campo, passou para Crystian que cruzou para dentro da área. A zaga do Mogi Mirim bobeou e, a bola acabou sobrando para Carlinhos que de chapa completou para o fundo das redes.

Mesmo com o jogo na mão, e sem demonstrar muito interesse no jogo, o Penapolense aproveitou um vacilo do Mogi e, em um contra-ataque o artilheiro Leandro Love marcou seu segundo gol no jogo. No restante do jogo, os times não diminuíram a intensidade, mas o placar permaneceu o mesmo – muito em decorrência das intervenções dos dois goleiros.

Foto: Marcelo Gotti / MMEC

BATATAIS
Na estreia do técnico Mário Jr, o Sapão jogou bem e, de forma surpreendente, bateu o Batatais por 3 a 1 no estádio “Vail Chaves”. O confronto foi válido pela 14ª rodada da competição.

A troca de treinador parece ter feito bem ao Mogi Mirim. Com outro clima e ritmo dos jogadores, o Sapo apresentou um bom futebol no primeiro tempo e não demorou em abrir o placar. Aos 11 minutos, a defesa do Batatais falhou e Andrezinho recebeu livre dentro da área. O atacante não se assustou com o goleiro e finalizou sem chances de defesa.

O gol sofrido abalou o Fantasma, que não conseguiu encaixar o seu futebol na sequência. Os mandantes aproveitaram e chegaram ao segundo gol aos 35 minutos. Dessa vez a jogada saiu pelo lado esquerdo, o meia Edinho invadiu a área e chutou certeiro.

Os visitantes até conseguiram balançar as redes, mas o assistente flagrou o impedimento. Flávio cabeceou sozinho, mas estava à frente do penúltimo defensor. A partida continuou movimentada no segundo tempo, mas, ao contrário do que se esperava, o Sapão continuou melhor que o Fantasma. Aos 13 minutos, Edinho aproveitou de um vacilo dos defensores e ampliou o placar.

O Batatais conseguiu diminuir aos 20 minutos. Após boa jogada pela lateral, a bola chegou até Flávio, que só teve o trabalho de tocar para dentro da baliza.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top