Abertura da UPA da zona Leste cercada por polêmicas

A iminente abertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas na zona Leste vem causando polêmicas nos últimos dias. Isso porque a inauguração do novo prédio deve implicar, por consequência, no fechamento da Unidade de Atendimento Não Agendado (Uana) localizada na Santa Casa e mantida pelo município.

Na última segunda-feira, 26, as instalações da nova UPA foram apresentadas aos vereadores. Na ocasião foram demonstrados os preparativos finais para a abertura da unidade, bem como esclarecido os diversos serviços que serão prestados pelas diversas alas de atendimento médico.

“Prestamos todas as informações solicitadas, pois temos uma responsabilidade muito latente pelo diálogo e também é importante a colaboração dos vereadores na divulgação dessa conquista que será entregue brevemente à população”, declarou a secretária de Saúde, Rose Silva, que logo depois compareceu à Câmara Municipal para ser sabatinada pelos parlamentares.

Diante dos vereadores, Rose revelou que a Prefeitura abrirá um chamamento público para contratar uma Organização Social (OS), que fará a cogestão da UPA junto com o município. Também informou que a Secretaria de Saúde estuda a logística de transporte junto com o setor responsável para não penalizar moradores de áreas mais afastadas.

Os argumentos da secretária não convenceram os vereadores da oposição, que defendem a manutenção de ambos os locais de atendimento, mesmo a Prefeitura alegando que não tem verba para tal. Samuel Cavalcante (PR) e Tiago Costa (PMDB), inclusive, preparam um abaixo-assinado para tentar impedir o fechamento da Uana.

Prédio está praticamente pronto para a inauguração, enquanto equipe é capacitada

BREVE
Na semana passada, as placas com as identificações internas, além da arte visual “UPA 24H”, começaram a ser instaladas na fachada do prédio. “Estamos empenhados e o resultado final já começa a aparecer. A realização deste trabalho é um desejo dos munícipes, pois sabemos que é um serviço que vai impactar diretamente na qualidade de vida da população”, declarou a secretária Rose Silva.

Os últimos preparativos também são focados na disponibilização de equipamentos e instrumentos médicos. Outra preocupação é com o treinamento da equipe que vai trabalhar na UPA. As capacitações, segundo informou a Prefeitura, “estão a todo vapor para um atendimento de qualidade à população”.

A busca pela implantação da UPA começou durante a última gestão do prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB). Ficou praticamente parada durante quatro anos na gestão de Gustavo Stupp (PDT) e somente agora a UPA está se tornando realidade.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top