Mogi empata com erro da arbitragem

Com um gol polêmico e uma falha da arbitragem, o Mogi Mirim conseguiu arrancar o empate por 1 a 1 com o Joinville dentro de casa, no estádio “Vail Chaves”, em Mogi Mirim (SP). O resultado desta 9ª rodada manteve o time paulista na lanterna do Grupo B do Campeonato Brasileiro da Série C e ainda não deixou os catarinenses encostarem na briga pelo G4 – o Tupi é o atual quarto colocado, com 13 pontos. O time visitante saiu de campo reclamando muito da atuação da arbitragem.

Isso porque, no lance do gol do Mogi no segundo tempo, a bola saiu pela linha de fundo antes de Tatuí bater pra trás e Pretinho igualar o marcador. O Joinville precisava do resultado para encostar na briga pela próxima fase e saiu de campo agora na cola da zona de rebaixamento.

Se a fase não é boa, o Mogi Mirim não quis complicar ainda mais o momento que atravessa. O time de Marcelo Veiga fez um primeiro tempo de muita aplicação tática e marcação ao adversário. No único momento que cochilou, o Joinville conseguiu abrir o marcador. Aos 32 minutos de bola rolando, os catarinenses arriscaram uma bola de fora da grande área e, antes que ela fosse pela linha de fundo, Rafael Grampola apareceu por trás da marcação e deu um carrinho para marcar.

Até o momento em que a bola tocou no fundo das redes, o jogo estava emparelhado. Enquanto o Mogi Mirim trabalhava na velocidade dos contra-ataques para tentar surpreender o adversário. Do outro lado, o Joinville dominou a posse de bola e arriscava principalmente nas bolas alçadas na grande área. O gol dos catarinenses foi necessário para mudar o curso da partida, já que os times voltaram muito mais ligados no segundo tempo.

O empate do Mogi Mirim, porém, saiu num lance polêmico para a arbitragem. Num lançamento para a direita, Tatuí corre para alcançar e acaba pegando a bola já fora do campo. O goleiro Matheus a virar as costas para o lance, aguardando o tiro de meta, mas o árbitro deixou o jogo seguir. Num cruzamento rasteiro, ela caiu para Pretinho, que furou o primeiro chute, mas conseguiu deixar tudo igual aos 25 minutos de jogo.

Vitinho partiu pra cima do assistente para reclamar, mas o trio manteve a decisão do gol. Independente ao erro, o Mogi Mirim teve muito mais ímpeto para se manter com a posse de bola na etapa final. O Joinville se rendeu a marcação e foi perdendo espaço no meio campo, contando com boas defesas do goleiro Matheus. (com informações do portal Futebol Interior)


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top