Goleada rebaixa o Mogi Mirim para a Série D

A queda do Mogi Mirim Esporte Clube na Série C do Campeonato Brasileiro já era previsível, mas foi concretizada em um dos piores cenários possíveis. Na tarde de domingo, 27, o time foi goleado por 4 a 0 pelo Volta Redonda em jogo válido pela 16ª rodada, no estádio “Raulino de Oliveira”, e foi matematicamente rebaixado para a Série D.

Com uma campanha marcada por atrasos salariais e diversas polêmicas como consequência da má administração do clube, o Sapão da Mogiana chega ao quarto rebaixamento em dois anos. A derrota deixou o time com dez pontos, na lanterna do Grupo B, sem chance de alcançar o Macaé, oitavo colocado, com 18 pontos, já que restam dois jogos e seis pontos em disputa.

A derrocada do Mogi começou em 2015, quando foi rebaixado da Série B do Brasileiro para a Série C, onde conseguiu se manter em 2016, mas parece não ter forças para evitar o desfecho trágico na temporada atual. No Paulista, a decadência foi rápida. Em 2016, caiu da Série A1 para a Série A2. No início de 2017, decretou o rebaixamento para a Série A3.

O JOGO
Ciente da fragilidade mogimiriana, o Volta Redonda entrou em campo com muita intensidade e não precisou de muito tempo para abri o placar. Com apenas dois minutos de bola rolando, Luiz Gustavo bateu de dentro da área e goleiro Juninho espalmou. Rafael Pernão estava bem posicionado, aproveitou o rebote e mandou para a rede.

O Mogi Mirim ficou abalado, mas aos poucos conseguiu voltar para o jogo e teve sua primeira chance aos 13 minutos. Edson tabelou com Régis e bateu colocado para boa defesa de Andrey. No entanto, a reação do Sapão parou aí e o time da casa seguiu com a bola no pé, criando as melhores oportunidades.

O time paulista voltou a levar perigo apenas aos 45 minutos, quando Alex bateu falta e a bola entrou, mas não valeu, porque ele cobrou enquanto o árbitro parava o lance por causa de um empurra-empurra na área. Então, Alex bateu de novo, desta vez para fora. Dois minutos depois, o Volta Redonda respondeu com o segundo gol, marcado novamente por Rafael Pernão, em novo rebote.

O Volta Redonda voltou para o segundo tempo em um ritmo ainda mais intenso do que aquele apresentado na etapa inicial. Desde os primeiros minutos, o time persistiu no campo de ataque. Aos oito, ampliou com Dija Baiano, que pegou sobra pelo lado esquerdo da área, dominou e bateu.

Mesmo com a boa vantagem, o time da casa não tirou o pé e decretou a goleada. Aos 21 minutos, Michel Benhami recebeu livre na área e bateu na saída do goleiro Juninho para marcar o quarto gol.

O Mogi Mirim volta a campo para enfrentar o Macaé, no estádio “Vail Chaves”. Há expectativa de protestos por parte dos torcedores, que prometem manifestações na Praça Rui Barbosa, logo pela manhã, e na porta do estádio poucas horas antes da partida. (com informações do Portal Futebol Interior)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top