Mogi empata e está mais perto do rebaixamento

Em mais uma apresentação sofrível, o Mogi Mirim Esporte Clube chegou ao quinto jogo sem vitória na Série C do Campeonato Brasileiro, ao empatar com a Tombense por 1 a 1 na tarde de sábado, 29, no Estádio “Vail Chaves”. Em duelo válido pela 12ª rodada da primeira fase, o Sapão largou na frente, mas se perdeu em erros primários e por pouco não foi derrotado em casa.

Pressionado pelo fantasma do rebaixamento, o Mogi Mirim começou o meio perdido em campo e viu a Tombense controlar a partida nos minutos iniciais. No entanto, aproveitou falta sofrida por Gustavo para abrir o placar. Aos 10, Jânio levantou a bola na área. Após desvio, ela sobrou limpa para Emerson, que com tranqüilidade bateu de chapa para colocar o Sapão em vantagem, 1 a 0.

Apesar do gol sofrido, a Tombense não se abateu e continuou melhor em campo. Aos 28, o rápido Keké escapou em velocidade e só foi parado com falta. Para azar do Mogi, o zagueiro Vinicius recebeu o segundo cartão amarelo no lance e foi expulso. A situação complicou de vez três minutos depois, quando o endiabrado Keké empatou a partida.

Aos 31, Ewerton Maradona puxou belo contra-ataque e deu passe ‘açucarado’ para o atacante. Sem dificuldades, Keké dominou, entrou na área e mandou para o fundo das redes, empatando a partida em 1 a 1. Depois do gol, o Gavião Carcará aumentou a intensidade, acuando o Sapão no seu campo de defesa.

O primeiro tempo só terminou em igualdade devido a uma grande defesa realizada por Márcio. Aos 45, Ewerton Maradona bateu escanteio fechado. A zaga do Mogi afastou o perigo, mas na sequência do lance a bola sobrou para Coutinho. O volante soltou um petardo, defendido com primor pelo goleiro.
Mesmo com um a menos, o Mogi Mirim tentou pressionar no início da etapa complementar. Aos 5, Cristian mostrou habilidade ao dominar bem a bola, girar e bater para o gol. Bem colocado, Darley fez a defesa.

O Sapão começou a apostar nas decidas de Alex Cazumba pela esquerda. Aos 13, o lateral bateu o escanteio com ‘veneno’, mas a defesa mineira afastou. Na sobra, Rodrigo bateu bem para o gol, a bola passou perto, assustando o goleiro do Gavião Carcará.

A resposta da Tombense veio aos 24, em cobrança de Dênis. Quando todos achavam que o lateral-esquerdo iria cruzar, ele bateu direto para o gol. No reflexo, Márcio espalmou para escanteio.

Na cobrança, a zaga do Mogi conseguiu cortar sem maiores dificuldades. No mais, os times continuaram se doando na partida, mas o placar não foi mais alterado até o apito final do árbitro Eduardo de Santana Nunes. (com informações do Portal Futebol Interior)

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top