Homem é preso após assalto a banco

O roubo a uma agência bancária terminou com a prisão de Juliano Teixeira da Silva, de 36 anos, morador em Limeira. Ele foi preso na tarde da terça-feira, 24, após ter participado da ação à instituição financeira localizada na avenida 22 de Outubro, junto de outros quatro suspeitos.

Foi apurado que por volta das 12h15, dois homens chegaram ao estabelecimento bancário se fazendo passar por clientes. Um foi falar com o gerente para abertura de conta e o outro sentou para aguardar atendimento.

Minutos depois, outros dois elementos, um deles segurando uma maleta, chegou a porta de acesso a instituição bancária. A porta de segurança travou e quando o vigia estava verificando, os dois suspeitos que se faziam passar por clientes, o surpreenderam, retirando sua arma e se apoderando do colete.

Após dominarem o vigia, os quatros criminosos, já no interior da agência, anunciaram o roubo, rendendo todos os funcionários. No momento do crime, não havia clientes no local. Foi apurado pela Polícia que um quinto assaltante teria permanecido em um veículo do lado externo da agência.

Os criminosos roubaram o dinheiro que havia nos caixas e exigiram a abertura do cofre. Foi informado, no entanto, que devido ao sistema de segurança, teria o tempo de abertura. Isto fez com que os criminosos deixassem o local, levando apenas o dinheiro roubado dos caixas.

FUGA E PRISÃO
Um dos veículos utilizado pelo bando, um GM Monza, foi deixado em uma rua próxima da agência bancária. Para fugir, a quadrilha utilizou um Renault Megane e um GM Gol.

O bando seguiu pela avenida Adib Chaib e na esquina com a Rua do Tucura, colidiu contra a traseira de outro veículo, que aguardava o transito. Com a batida, os ladrões saíram de dentro do carro e correram a pé. Um deles, Juliano Teixeira, foi detido pelos policiais Guimarães e Dairel pela Adib Chaib. Os demais conseguiram fugir.

A arma roubada do vigia foi localizada pelo PM Zielms, após um popular relatar que um desconhecido a havia jogado dentro de uma residência. Quando a Polícia Militar chegou ao local da colisão, realizou buscas no interior do Renault, encontrando o colete roubado do vigia e a maleta, onde estaria o dinheiro.

O suspeito foi encaminhado para a Polícia Civil, onde foi relatado que parte do bando, ou seja, dois dos elementos, haviam estado na agência no dia anterior. A Polícia acredita que isto foi feito para que os assaltantes “estudassem” a ação criminosa.

Juliano, que já possui passagem pela Polícia, foi autuado em flagrante e segue preso.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top