Vila Chaib reverte vantagem e fica com o título da Série B

O Vila Chaib conquistou no domingo, 5, o título da Série B da Copa de Futebol Amador de Mogi Mirim. Na segunda e decisiva partida da final, disputada no estádio Ismael Polettini, na Santa Cruz, o Vila Chaib reverteu a vantagem do Jardim Planalto, vencendo por 3 a 0. Foi o primeiro título da história do Vila Chaib, que fez uma campanha impecável na temporada.

Na primeira partida da final, disputada no dia 22 de outubro, no Tucurão, o Jardim Planalto levou a melhor. Venceu por 1 a 0, numa partida marcada pelo excesso de faltas e de passes errados. O resultado deu ao Jardim Planalto a vantagem de jogar pelo empate no segundo jogo. Ao Vila Chaib, vitória por qualquer placar dava o título do campeonato.

Nos minutos iniciais da finalíssima, muito equilíbrio entre as equipes. Porém, aos poucos, o Vila Chaib começou a tomar o controle da partida. Com a bola no chão, passou a oferecer perigo à meta adversária. Mais perto de abrir a contagem, o Vila inaugurou o marcador num pênalti muito contestado pelo Jardim Planalto. Miguel cobrou e fez 1 a 0.

Em desvantagem, o Planalto precisou sair para o jogo, já que o placar favorecia o adversário. No contra-ataque, o Vila ampliou com Carneiro. Com maior domínio, o time passou a controlar a bola e administrar a vantagem. O Jardim Planalto, por outro lado, sabia que precisaria se arriscar mais.

No final do primeiro tempo, num lance isolado na área, a bola bateu na mão do jogador Andersinho, do Vila Chaib, e o arbitro marcou pênalti. Era a chance de o Jardim Planalto reduzir a diferença e buscar a igualdade na etapa final. Mas, Rick desperdiçou, mandando para fora.

No segundo tempo, o Jardim Planalto foi para o tudo ou nada. Com três atacantes, adotou uma postura bem ofensiva. O Vila Chaib, por sua vez, se retraiu e explorou os contra-ataques. E foi assim que a equipe definiu o jogo, com o terceiro gol marcado por Léo Bridi. Daí para o final, foi só esperar o apito final para soltar a voz e gritar ‘é campeão’.

Uma conquista que emocionou o técnico Ivan Kotsura. Afinal, foi o primeiro da história do Vila Chaib. “Nós fizemos desse time uma família. Nesses 15 dias entre a primeira e a segunda partida, procuramos trabalhar o psicológico do grupo e percebi que eles estavam centrados para esse jogo final. O foco era total. O mérito é da união desse grupo maravilhoso”, frisou.

Na avaliação de Ivan, o desempenho do time no primeiro jogo ficou engasgado. “Não jogamos bem e eles sabiam que podiam render mais. Por isso, tiveram calma e paciência para construir o placar. E num campo grande como o da Santa Cruz, a bola no chão e a qualidade de nosso elenco fez a diferença”, frisou.

Para o treinador, a experiência do zagueiro Dú Cavalo e a qualidade do Luciano Bridi no meio deu tranquilidade para garotada fazer o seu melhor dentro de campo. “A dedicação e a força de vontade dos jogadores foi fantástica. Mesmo com a derrota no primeiro jogo, eles não se desanimaram e não perderam a confiança. O resultado deixou o grupo mais forte”, reforçou o presidente André Negão.

“Um título que tem um sabor especial. Afinal, é a nossa primeira conquista. E a primeira a gente nunca esquece”, acrescentou. Além da conquista pela equipe, o Vila Chaib ainda teve a defesa menos vazada da competição, com seis gols em 14 jogos. O goleiro Mateus foi o premiado.

Já a artilharia da Série B foi dividida entre dois jogadores: Alan Portela, do Fúria, e Osvaldo Junior, do União Santa Luzia. Cada um marcou 12 gols.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top