Mogi garante participação na Série D do Brasileirão

Mesmo com todos os problemas enfrentados pelo clube nesse primeiro trimestre de 2018, que culminaram com o rebaixamento para a 2ª Divisão do Campeonato Paulista, o Mogi Mirim garantiu que vai disputar o Campeonato Brasileiro da Série D. O Sapo está no Grupo 17, ao lado de Rondonópolis/PR, São José/RS e Brusque/SC. A estreia acontece no penúltimo final de semana de abril, entre os dias 21 e 22, fora de casa, contra o representante paranaense do grupo.

Depois da melancólica despedida da Série A3 do Campeonato Paulista (veja abaixo), o Mogi Mirim liberou os jogadores para uma semana de folga. A reapresentação está marcada para segunda-feira, 2. Será neste dia, segundo informou a assessoria de imprensa do clube, que os gestores Márcio Granada e Alessandro Alvares da Silva, o Botijão, irão definir, juntamente com a comissão técnica, quais jogadores permanecerão para a Série D e quem será dispensado.

Em cima desse cenário, a diretoria irá trabalhar com nomes para reforçar o elenco. Até mesmo a contratação de um novo auxiliar técnico estará em pauta. É que Todinho deixou o Mogi Mirim na semana passada, antes do duelo contra o Marília, para trabalhar nas categorias de base da Ponte Preta. Já o técnico Angelo Foroni Neto será mantido para a disputa da Série D.

Outro assunto que deve movimentar os bastidores do Mogi Mirim é a liberação do estádio Vail Chaves. A casa do Sapão está interditada pela Federação Paulista de Futebol desde 31 de outubro do ano passado, já que laudos importantes, como o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), o de segurança e o de prevenção e combate a incêndio, não foram renovados.

Foi por causa da interdição do Vail Chaves que o Mogi mandou quase todos os seus jogos como mandante para o estádio Coronel Francisco Vieira. A exceção foi a partida contra o EC São Bernardo. Na ocasião, a diretoria não indicou um estádio a tempo e, por isso, a partida foi cancelada e o Mogi declarado derrotado por WO, resultado que decretou o rebaixamento da equipe.

A princípio, conforme informou a assessoria de imprensa do clube, o Mogi deve jogar a primeira fase da Série D novamente em Itapira, já que serão apenas três jogos como mandante.

A assessoria também informou que o clube regularizou sua situação junto a CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Em novembro do ano passado, depois do rebaixamento da equipe para a Série D do Campeonato Brasileiro, o presidente do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Ronaldo Botelho Piacente, suspendeu o Mogi Mirim de todas as competições promovidas pela CBF.

O motivo da medida foi o não pagamento de taxas de arbitragem e multas impostas por não recolhimento das taxas devidas. Com isso, o clube ficou impedido de participar de qualquer competição realizada pela CBF até a quitação do débito. De acordo com a assessoria, todos os débitos foram quitados e, por isso, o clube foi liberado a participar da Série D, sendo incluído no Grupo 17.

SÉRIE A3
Não poderia ter sido mais melancólica a despedida do Mogi Mirim da Série A3. No domingo, 25, de manhã, a equipe foi goleada pelo Desportivo Brasil por 5 a 1. O jogo, realizado no estádio Coronel Francisco Vieira, em Itapira, foi válido pela 19ª e última rodada da primeira fase do estadual.

O jogo foi todo do time visitante, que foi para o intervalo com 3 a 0 no placar. Aos 20 minutos, Edson Pio cobrou pênalti com muita tranquilidade e fez o primeiro. Seis minutos depois, o artilheiro fez o seu segundo gol, novamente de pênalti. Sem tirar o pé do acelerador, o Desportivo Brasil chegou ao terceiro com Ingro, aos 30 minutos.

Na volta do intervalo, mesmo com tamanha vantagem, o Desportivo Brasil ampliou logo no primeiro minuto com Renato. Americano, de pênalti, marcou o gol de honra do Sapão da Mogiana, aos 20 minutos. Aos 26, o chinês Yuanshu Zhang, que mudou seu nome para Oscar, marcou o quinto e decretou a vitória para o Desportivo Brasil, que se classificou para a segunda fase com a quarta melhor campanha.

Já o Mogi Mirim amargou a lanterna com sete pontos e uma vergonhosa campanha de apenas uma vitória, quatro empates e 14 derrotas em 19 jogos. Marcou 19 gols e sofreu 45.

1 comentários:

Scroll to top