Denúncia leva polícia a investigar possível caso de prostituição infantil

Após uma denúncia feita ao Conselho Tutelar sobre possível prostituição infantil que estaria ocorrendo em um comércio às margens da rodovia SP 147 (Mogi Mirim-Itapira), os guardas municipais Adriano e Isaias, estiveram na noite da quarta-feira, 4, no local para verificar a veracidade dos fatos.

Eles chegaram ao local por volta das 20h30 e localizaram uma menor de 15 anos no estabelecimento. Uma outra jovem de 18 anos também estava no local, assim como dois homens.

Todos foram indagados, negando o crime. O proprietário do estabelecimento chegou ao local quando os guardas por lá estavam e informou que as meninas seriam apenas frequentadoras, negando que o local estaria sendo utilizado como ponto de prostituição infantil.

Todos foram encaminhados ao plantão policial para o registro dos fatos. No dia seguinte, a menor, acompanhada de sua mãe, esteve na Delegacia da Mulher para depoimento.

Por envolver menor de idade, o caso, que segue em investigação, é mantido sob sigilo.


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top