Mogimiriano será ‘deputado’ por uma semana

A Câmara dos Deputados divulgou na semana passada, o resultado da seleção final da 15ª edição do Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2018, onde 78 estudantes de todo o Brasil participarão de uma jornada parlamentar em Brasília. Entre os selecionados, está o mogimiriano João Victor Gasparini, 17, aluno no 3º ano do ensino médio e técnico da Escola Técnica (Etec) "Pedro Ferreira Alves".

Ele concorreu com um projeto de lei que sugere a inclusão de conceitos da Indústria 4.0 nos currículos oficiais dos Ensinos Fundamental e Médio, em escolas públicas e privadas. Agora, ele se prepara para embarcar para a Capital Federal, onde, juntamente com os demais selecionados, vivenciarão o trabalho de um deputado federal.

Voltado para alunos do ensino médio ou técnico de escolas públicas e particulares de todo o Brasil, com idade entre 16 e 22 anos, o Parlamento Jovem Brasileiro é realizado anualmente e tem por objetivo possibilitar aos alunos a vivência do processo democrático, mediante a participação em uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados, em que os estudantes tomam posse e atuam como deputados jovens.

Para participar – é facultativo - o candidato tem que estar matriculado no 2º ou no 3º ano do ensino médio ou no 2º, 3º ou 4º ano do ensino técnico, na modalidade integrada ao ensino médio.

Para serem escolhidos, os alunos precisam elaborar um projeto de lei que proponha mudanças para melhorar a realidade do país e que seja aplicável na sociedade. O tema é livre, mas deve ter impacto nacional. A proposta deve ser enviada juntamente com a ficha de inscrição e com toda a documentação necessária à Secretaria de Educação do estado do estudante.

O prazo final de inscrição foi o dia 28 de maio. E Gasparini somente soube da edição de 2018 três dias antes. “Eu participei em 2017, fui pré-selecionado, mas, não fui escolhido. Desta vez, eu queria ir muito para Brasília”, disse. O desafio era encontrar um tema impactante e que ele o desenvolvesse em apenas três dias.
Gasparini utilizou um tema caseiro para se inscrever. “O conceito da indústria 4.0 está sendo muito abordado na Etec. Então, serviu de inspiração”, ressaltou. O foco é a educação, que é onde estão os jovens. Ontem tem educação de qualidade, tem progresso e evolução”, frisou.

O estudante foi pré-selecionado, como em 2017, mas, ao contrário do ano passado, também foi escolhido entre os 78 que irão a Brasília. E mais do que isso: com 98,7 pontos, ele obteve, juntamente com outros quatro estudantes paulistas, a maior nota do Estado de São Paulo e, incluindo um candidato do Acre e outro do Maranhão, a segunda maior do Brasil, perdendo apenas para dois alunos de Minas Gerais, que fizeram 100 pontos.

Agora, os 78 selecionados vão passar a primeira semana de outubro – de 1 a 5 - em Brasília, para vivenciar o trabalho dos parlamentares, com todas as despesas custeadas pela Câmara dos Deputados. Eles participarão de debates e votações.
Gasparini disse que viveu uma mistura de sentimentos com o resultado final. “Eu esperava ser escolhido, porque o projeto que escrevi ficou muito bom. Só não imaginava que fosse uma nota tão alta assim”, comentou. E revelou: “Quando saiu o resultado da pré-seleção, fiquei com medo de não ser aprovado novamente. Desta vez, foi diferente”, acrescentou.

O estudante não esconde a expectativa de viver a experiência legislativa na Câmara Federal. Só lamenta o fato da jornada acontecer na semana que antecede as eleições gerais. “A Câmara vai estar vazia. Os parlamentares estarão em reta final de campanha”, apontou.

Independente disso, o jovem estudante mogimiriano sabe que a experiência que terá em Brasília será importante para suas pretensões futuras. Ele já participa da vida política, desenvolvendo ações da juventude e desempenhando papel de liderança estudantil. “Meu objetivo é seguir na vida política e ajudar na renovação”, adiantou Gasparini.


João Victor Gasparini

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top