Prefeitura vai estender Zona Azul à rodoviária

Foi assinado no último dia 2 o contrato entre a Prefeitura e a empresa Central Park para a operação do estacionamento rotativo, a chamada Zona Azul. O novo sistema será implantado em até 60 dias na região central e também na rodoviária, que recebeu há cerca de duas semanas as novas instalações do Detran.

Estender o estacionamento rotativo para a rodoviária foi a solução encontrada pela Secretaria de Trânsito, Transporte e Serviços para solucionar a falta de vagas no local, que agora recebe um fluxo maior de pessoas devido aos serviços oferecidos pelo Detran. A medida visa coibir que carros ocupem vagas no local por muitas horas, favorecendo a rotatividade.

A partir da assinatura, a empresa está autorizada a iniciar os trabalhos de implantação do sistema rotativo. A tarifa de referência será de R$ 2,00 por hora de ocupação. Os motoristas poderão adquirir créditos por meio de pontos de comércio, funcionários da empresa que estarão nas ruas para monitorar e prestar esclarecimentos ou por aplicativo de telefonia celular, com pagamento em dinheiro ou cartão de crédito. Os parquímetros não serão utilizados.

A Central Park terá de realizar campanhas explicativas sobre o funcionamento do sistema e esclarecer dúvidas dos usuários durante 30 dias antes do início da implantação. A empresa venceu a licitação por oferecer um percentual de repasse ao município melhor dentre as cinco empresas que estavam habilitadas a participar da etapa de abertura dos envelopes contendo a proposta de preços das licitantes, que aconteceu no dia 6 de junho, na Secretaria de Suprimentos e Qualidade. Seu repasse seria de 46%. Quase 14% a mais que a ofertada pela É Só Parar, segunda colocada com um percentual de repasse de 31,98%.

No entanto, o processo sofreu atraso, porque a empresa É Só Parar – Tecnologia e Serviços Ltda interpôs recurso administrativo acerca da fase de classificação. Com o recurso, os procedimentos para início de instalação do novo sistema de estacionamento rotativo foram adiados, porque o prazo legal para que os licitantes apresentassem impugnação se estender até o dia 16 de julho.

Na semana retrasada, a Comissão Permanente de Julgamento e Licitação, indeferiu o recurso, mantendo a classificação divulgada anteriormente. E com base nessa decisão, o processo licitatório foi homologado e o objetivo do certamente (concessão do estacionamento rotativo) foi adjudicado em nome da Central Serviços Ltda.

De acordo com os critérios estabelecidos em edital, a Zona Azul funcionará de segunda a sexta, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h. O serviço abrangerá um total de 580 vagas de automóveis, com possibilidade de chegar a mil, distribuídas em 23 trechos de ruas da região central. Será permitido ao usuário a carência de 10 minutos para regularidade da ocupação, sendo restituído posteriormente ao sistema.

A Zona Azul está inoperante em Mogi Mirim desde março do ano passado, quando encerrou o contrato da administração municipal com a Transit Projetos e Serviços Ltda, responsável pela gestão do estacionamento rotativo.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top