Mirlene é vice-campeã sul-americana

A atleta mogimiriana Mirlene Picin foi vice-campeã sul-americana de ski, em prova disputada em Termas de Chillán, no Chile. No Campeonato sul-americano de Ski Cross Country, considerado o mais importante da modalidade no continente sul-americano, que foi disputado no domingo, 2, a esquiadora brasileira conquistou a medalha de prata na prova de cinco quilômetros.

Mirlene fechou a distância em 16 minutos, 28 segundos e 1 centésimo, ficando pouco mais de seis segundos atrás da também brasileira Gabriela Neres. O resultado deu a Mika, 18 pontos na FIS (Federação Internacional de Ski). Também valendo pelo sul-americano, Mirlene competiu na terça-feira, 4. Ela disputou uma prova de Sprint de um quilômetro e chegou na quarta colocação.

Entre as duas provas, aconteceu a Copa Chilena na segunda-feira, 3.  A mogimiriana não só competiu, como também subiu ao pódio. Ela foi a terceira colocada, ao completar o percurso de cinco quilômetros em 17 minutos, 5 segundos e 2 centésimos.

Nas três provas que disputou no Chile, todas no estilo livre, a maior dificuldade encontrada por Mirlene foi a condição da pista. “Um inverno ruim, com pouca neve. Pista com muito gelo, o que torna a prova muito complicada, principalmente nas curvas” comentou. Ela lamentou ainda a queda que sofreu na disputa da Copa Chilena, que a tirou da briga pela medalha de ouro.

Com os resultados, a atleta manteve o bom desempenho em provas de ski. Em 2015, foi campeã sul-americana de cross country, na primeira edição do torneio. Em 2016, o evento foi cancelado por falta de neve e, em 2017, Mika foi mais uma vez a campeã. A mogimiriana ainda coleciona 26 medalhas em sulamericanos de biatlo, sendo 12 de ouro, entre 2008 e 2017.

E 2018 tem sido desafiador para Mirlene. “Neste ano, até o momento, competi em 10 provas de corrida de montanha, e foi um desafio tentar ser competitiva nas duas modalidades. O top 3 era minha meta aqui no Chile. 2018 está sendo um dos anos mais intensos da minha vida. Um verdadeiro turbilhão de mudanças e emoções”, ressaltou a mogiriana.

Mirlene chegou a Mogi Mirim nesta semana para um período de descanso, mas, já está de olho nas próximas competições. A atleta volta a competir em outubro e novembro, em corridas de montanha na Espanha, para pontuar no circuito mundial da ITRA, um dos órgãos que comanda a corrida de montanha no mundo. Os pontos servem para o ranking internacional dos corredores, bem como para poder ter acesso a alguns eventos internacionais de muita expressão, como campeonatos mundiais e o festival anual UTMB (Ultra-Trail Du Mont-Blanc).

No ski cross country, Mirlene já possui o índice para competir no mundial de 2019 na Áustria. A atleta tem o patrocínio da Visafértil, Fermac Cargo e Nanobr Nanotecnologia; apoio da Murilhas Comunicação, Hospital 22 de Outubro e Bonés Skiroll; e parceria com a Sejel/Mogi Mirim e Studio Zentro – Huesca.

Mirlene Picin

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top