Plantão Eletrônico anuncia mudanças

A partir deste sábado, 1º, o Plantão Eletrônico incorpora algumas mudanças, sendo a principal delas a identificação dos autores de cada mensagem. O formulário no site do jornal (www.acomarca.com.br) já foi atualizado com a nova regra. As atualizações coincidem com o aniversário de 25 anos da coluna.

O Plantão Eletrônico foi criado em 1993 pelo então diretor de A COMARCA, Ricardo Piccolomini de Azevedo, com a principal missão de expressar a insatisfação da população com os serviços da cidade, principalmente os públicos. As mensagens, antes registradas por uma secretária eletrônica (por isso o nome da coluna), passaram a ser recebidas também pelo portal de A COMARCA na internet, no ar desde 1997.

“Numa época em que a internet era pouco popular e as redes sociais sequer existiam, o Plantão Eletrônico canalizava muitas denúncias da população, o que justificava o anonimato das mensagens”, explica o editor-chefe de A COMARCA, Flávio Magalhães. “Hoje, a coluna tem um aspecto muito mais opinativo, revelando as impressões do mogimiriano sobre os mais diversos temas”, completa o jornalista.

Segundo o diretor de A COMARCA, Gilmar Bueno de Carvalho Júnior, a mudança segue o padrão dos jornais de maior circulação do país, como Folha de S.Paulo e O Globo. “É comum nos veículos de imprensa um espaço dedicado à interatividade com o público. O Plantão Eletrônico manterá essa tradição de dar voz ao leitor, mas agora nos mesmos moldes dos grandes jornais”, destacou.

O diretor de A COMARCA ainda ressaltou que a novidade traz ainda mais credibilidade ao centenário periódico mogimiriano. “As críticas de nossos leitores terão mais peso. Não é apenas a opinião do jornal que importa, a da população é tão importante quanto. E com o Plantão Eletrônico, nossos leitores vão ajudar a construir um espaço cada vez mais plural e analítico. Todos vão sair ganhando”, frisou.

REGRAS
Para contribuir com a coluna, basta acessar o site de A COMARCA e, na seção “Plantão Eletrônico”, preencher o formulário incluindo dados como nome e profissão. As assessorias de comunicação de órgãos citados na coluna também podem responder a eventuais críticas e sugestões pelo mesmo formulário.

Algumas regras antigas continuam valendo. Textos excessivamente longos podem ser editados para se adequarem à página. Acusações pessoais e difamantes serão vetadas. Já as mensagens sem identificação do autor não serão publicadas.


Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top