Projeto transforma geladeiras em bibliotecas

Fomentar na comunidade o incentivo à leitura e ao compartilhamento de livros, através de uma estante, confeccionada por meio de uma geladeira desativada. Essa é a proposta do projeto social “PraTiCidade”, idealizado pela administradora Tanyra de Fátima Ferreira do Amaral, Bacharel em administração de empresas, e que já está presente em cinco pontos diferentes de Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Limeira.

Tanyra idealizou o projeto
A ideia do projeto social surgiu a partir de pesquisas para sugestão de ações de responsabilidade social proposta a algumas das empresas que participaram até novembro do ano passado do Programa Agente Local de Inovação, em Mogi Mirim, e acompanhadas por Tanyra, então agente bolsista EXP-SB do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, hoje, atuante no treinamento em desenvolvimento gerencial na Mudi9 Consultoria.

Através de pesquisas realizadas para sugestões de ações aos empresários, chamou a atenção de Tanyra as iniciativas similares encontradas em diversas cidades do Brasil. O nome escolhido por ela para o projeto foi PraTiCidade, tanto por ser algo prático de ser implantado (praticidade), quanto para ser para a cidade onde houver o interesse em ter uma ou mais unidades (PraTiCidade).

A proposta é simples e prática. É constituída de uma geladeira que seria descartada por não ter mais condições de uso, sendo que as grades são aproveitadas como estantes para acondicionar os livros. E a parte externa é coberta por adesivos com o visual do projeto, com logotipos das empresas que participam da ação social.

Já o acervo é fruto da doação espontânea de cada pessoa. “Toda a população é estimulada a praticá-la, para que o conhecimento possa circular livremente, e a troca de livros incentivada. Na estante, constarão, em local a ser definido, as empresas definidas participantes do projeto, em suas respectivas geladeiras, como uma forma de estímulo a novas ações de responsabilidade social”, ressaltou.

O projeto iniciou com a inclusão de três empresas interessadas na participação: -A D’pil Estética Mogi Mirim, que doou a geladeira; a Gráfica Super Cópias, que ficou responsável pela adesivagem da geladeira, com os Logotipos das empresas participantes; e do Colégio Delta Nobre, através de ações específicas promovidas pelos alunos para buscar doações (literatura infanto-juvenil, autoajuda, ficção, comédia) e recolher os livros. Essa iniciativa incentivou a população a realizar a doação dos livros.

Assim, a primeira geladeira-biblioteca foi instalada no dia 11 de agosto do ano passado, na Santa Casa de Mogi Mirim. No mesmo ano, houve a segunda instalação na Faculdade Santa Lúcia. Em 2018, foram mais três novas geladeiras-bibliotecas inauguradas: na loja Jet Comp, em Mogi Mirim; no Hospital Medical, em Limeira/SP; e na Fimi (Faculdade Integrada Maria Imaculada), em Mogi Guaçu.

As geladeiras-bibliotecas ficam em pontos fixos e cada uma conta com cerca de 200 a 400 exemplares. A ideia é que as pessoas desfrutem da leitura quando estiverem nos locais. “Caso as pessoas decidam levar os livros para casa, não haverá impeditivo para isto, visto que o objetivo do projeto é justamente o incentivo à leitura, não mantendo, obrigatoriamente, essa leitura exclusiva ao local onde estará localizada a estante”, frisou.

A perspectiva é que o projeto seja replicado entre demais empresas parceiras que manifestem interesse em aderir a tal ação social, e serem colocadas outras geladeiras estantes em diferentes pontos, tanto em hospitais, quanto em outros estabelecimentos de fácil acesso ao público. “Há pessoas que têm me procurado para implantar em mais lugares”, comentou.

DIMENSÃO
A idealizadora do projeto argumentou que a essência do projeto surgiu como leitura humanizada em ambiente hospitalar, que recebe centenas de pessoas diariamente que necessitam de cuidados com sua saúde. “De modo a oferecer aos colaboradores um ambiente mais humanizado e com um espaço de leitura, é apresentada este projeto ‘PraTiCidade’, para que tanto os pacientes que aguardam por atendimento, quanto também a todo colaborador do hospital, nos seus momentos de descanso, possam desfrutar da leitura”, apontou.

No entanto, a proposta ganhou tamanha dimensão que se tornou em espaço de leitura para outros ambientes. “O hábito da leitura é uma das mais importantes ferramentas para o desenvolvimento do intelecto e, também, o caminho mais curto para adquirir conhecimento. A leitura melhora o aprendizado, pois estimula o bom funcionamento da memória, aprimora a capacidade interpretativa e mantém o raciocínio ativo, além de proporcionar ao leitor um conhecimento amplo e diversificado sobre diversos assuntos. Quem lê muito conversa sobre qualquer coisa, e consegue formar opiniões bem fundamentadas”, destacou.

“Durante a leitura, descobrimos um mundo novo, cheio de coisas desconhecidas. A leitura é um hábito que só traz benefícios para a nossa vida. Vale a pena adotá-la para o seu dia-a-dia. Disponibilizar acervos de livros deixando expostos e de fácil acesso para quem desejar pesquisar sobre o que quer ler incentiva ainda mais o hábito de leitura”, acrescentou.

A administradora destaca também o envolvimento da iniciativa privada no projeto social, já que as empresa participantes estendem-se à esfera social, mediante o envolvimento com ações que promovem o desenvolvimento da região onde estão inseridas, e à esfera organizacional, visto que fomentam nas equipes de colaboradores destas organizações o espírito participativo e engajamento em campanhas deste tipo.

Quem quiser levar o projeto social ‘PraTiCidade’ para sua empresa, associação ou organização, pode entrar em contato com Tanyra Amaral pelo telefone (19) 98167-8767 ou através do e-mail tanyra@mudi9.com.br.

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top