Eduardo Bolsonaro e Janaína Paschoal são os mais votados em Mogi Mirim

Eduardo Bolsonaro e Janaína Paschoal, ambos do PSL, foram os nomes mais votados em Mogi Mirim para os cargos de deputado federal e deputado estadual, respectivamente. O município seguiu a tendência do estado de São Paulo, que votou em peso nas duas candidaturas.

Eduardo é o terceiro filho do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) e foi eleito para seu segundo mandato consecutivo no Congresso Nacional como o deputado federal mais votado da história do Brasil, com 1.843.715 votos, dos quais 6.332 vieram de Mogi Mirim. O recorde anterior era do falecido político Enéas Carneiro, que teve 1.573.642 votos em 2002.

Em Mogi Mirim, além de Eduardo Bolsonaro, também registraram votação expressiva a jornalista Joice Hasselmann (4.036) e o deputado federal Carlos Sampaio (1.974), que foi reeleito. Quatro candidatos da cidade se lançaram ao cargo, mas nenhum deles foi eleito.

Janaína Paschoal é advogada e professora da Universidade de São Paulo (USP). Ganhou notoriedade nacional ao ser uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Entrou para a história nessas eleições como a deputada estadual mais votada do país, com 2.060.786 votos. Em Mogi Mirim, obteve 6.935 votos.

Entre os estaduais, houve também expressiva votação em Mogi Mirim para o deputado Barros Munhoz (6.204), que foi reeleito. Dos candidatos da cidade, se destacaram o vereador Robertinho Tavares, o psicólogo Elias Ajub e o policial Sargento Coran, mas eles não foram eleitos.

Eduardo Bolsonaro e Janaína Paschoal (fotos: Agência Brasil)



2 comentários:

Scroll to top