‘Amigos do Papai Noel’ distribuem quase 6 mil presentes

O comerciante Jonaldo Marciano, popularmente conhecido como Paraná, é o responsável por organizar uma ação de solidariedade em época natalina que chega à nona edição. Ele comandou no último domingo, 23, o evento que ficou conhecido na cidade como “Amigos do Papai Noel”, que distribuiu quase 6 mil brinquedos em Mogi Mirim.

Paraná começou a ação solidária de Natal no bar que mantém há 17 anos no bairro de Santa Luzia, Zona Norte da cidade. No primeiro ano, ele distribuiu brinquedos que garimpou na fábrica da Brinquedos Estrela em Itapira para 60 crianças. A sua iniciativa cativou outras pessoas a aderirem ao movimento. “Alguns viram e vieram ajudar, querendo participar”, lembrou.

Anos mais tarde, devido à grande adesão, Paraná passou a percorrer a cidade para distribuir os brinquedos. Foi aí surgiu o grupo “Amigos do Papai Noel”. “Foi quando eu comecei a me vestir de Papai Noel”, contou. Paraná disse que faz algo diferente de outras ações semelhantes nesta época do ano.

“Eu vou para a Zona Rural. As pessoas esquecem das crianças da roça”, apontou. Por isso, já teve em sítios de toda a região. “Já até troquei de roupa no meio do canavial”, acrescentou. Paraná disse que boa parte dos brinquedos distribuídos às crianças é doada. “O restante a gente compra. É uma preparação feita o ano todo para esse dia especial”, atentou.

Mas, há brinquedos que não são nem doados, e nem comprados. Eles são consertados. No fundo do bar, há um barracão onde Paraná utiliza como uma espécie de oficina. “A gente reforma alguns brinquedos, faz manutenção, pinta e deixa eles novinhos novamente. É também nesse barracão onde ficam os brinquedos embalados e encaixotados.

Paraná conta com uma grande família de amigos para deixar tudo pronto e também fazer a distribuição. São pelo menos 15 voluntários na linha de frente. “Mas, no dia da entrega, aparece gente de todo lugar querendo ajudar”. A ação do último domingo começou às 13h30, quando os “Amigos do Papai Noel” saíram em carreata percorrendo os quatro cantos de Mogi Mirim. A maioria dos brinquedos vai em um caminhão baú, cedido pelo supermercado Kareka, que se engaja na iniciativa. “Mas, deixamos alguns brinquedos também nos carros que estarão juntos”, disse.

INÍCIO
Foi um drama familiar que despertou em Paraná o desejo de promover a ação solidária no Natal. Em meados dos anos 2000, a primeira esposa, Iraci, adoeceu e tinha rotina de internações na Unicamp. Ela era atendida no sexto andar do Hospital das Clínicas e de lá, observava as crianças que ficavam no terceiro andar.

“Via aquelas crianças querendo brincar. Queria ajudá-las de alguma forma”, lembrou. Com a morte da esposa, viveu um momento muito difícil, mas, deu a volta por cima e se lembrou das crianças que um dia conheceu no Hospital da Unicamp, criando o evento que acontece todos os anos.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top