Mulher é brutalmente assassinada na Vila Dias

A Polícia Civil está investigando as circunstâncias da morte de Bruna Aparecida Rodrigues Pediani, 30, que foi encontrada morta na casa que residia atualmente com seu companheiro, à rua Cuba, na Vila Dias, Zona Leste da cidade. Indícios apontam para o companheiro como o principal suspeito do autor do crime.
O corpo de Bruna foi encontrado pelos policiais militares Anderson e Alves, após a PM ter sido acionada por uma vizinha da vítima, que estava sentindo fortes odores vindo da moradia.

Após ouviram a vizinha, os policiais notaram que a casa estava trancada, sendo necessário arrombar a porta. Ao entrarem e seguirem até o quarto, depararam com a mulher morta, já em avançado estado de decomposição, e com uma faca de cozinha cravada entre os seios.

A Polícia Civil e Cientifica foram acionados. Foi feito o contato com familiares da vítima, que seria mãe de uma criança de 7 anos. A mãe de Bruna disse que não tinha notícias da filha desde a segunda-feira anterior. E contou que ela tinha uma união estável com o homem conhecido como “Gordo”.

Segundo apurado pelos investigadores, no dia 28 de janeiro - a segunda-feira a qual a mãe da vítima teve os últimos contatos com a filha – ‘Gordo’ teria vendido uma geladeira que seria da casa onde morava com Bruna e, posteriormente, deixado o local com uma mochila nas costas. A filha da vítima estava com o pai.



Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top