Resíduos recicláveis podem ser descartados no antigo DSM

Mogi Mirim agora conta com uma ampla estrutura destinada a reciclagem de materiais. No último dia 5, a Prefeitura inaugurou oficialmente a Unidade de Resíduos Recicláveis (URR) em uma área de 10 mil m² – no antigo DSM.

Na oportunidade, o prefeito Carlos Nelson Bueno e o secretário de Meio Ambiente, Ivair Biazotto assinaram convênio com o diretor administrativo Glauco Chagas de Lima, da Cooperativa de Trabalho Vida Nova de Mogi Mirim (Coopervida), órgão que ficará responsável pela gestão da unidade, incluindo desde o recolhimento de resíduos até a destinação final. Nesta parceria, o Governo Municipal fez a cessão da área e infraestrutura predial, além da aquisição de maquinários e equipamentos, assim como fará a instalação dos produtos.

Na ocasião, o prefeito destacou como importante e positivo a implementação da URR. “É um ganho para Mogi Mirim a disponibilização de uma área específica para a coleta de resíduos. A população passa a ter um local específico para destinação legal dos produtos, o que permite a conscientização quanto a preservação ambiental e avanços no processo de reciclagem”, explicou.

Agora, a população pode destinar os resíduos na rua Ariovaldo Silveira Franco, de segunda a sábado, das 7h às 17h. No local, as equipes recolhem todas as espécies de papéis, vidros, metais, plásticos, além de óleo de cozinha e embalagens tetrapak, comumente utilizados para a conservação de leite, sucos e achocolatados. A URR também é a área apropriada para a população realizar a destinação correta dos chamados “bagulhos”, dentre os quais, sofás, armários e televisão.

“O objetivo é primeiramente a preservação ambiental através da coleta seletiva de resíduos, seguindo pelas fases de enfardar os produtos e comercializá-los. Esta é a sequência correta e apropriada, daí a importância da separação correta dos resíduos já a partir da residência e fazer a entrega deles em local apropriado”, explicou o secretário de Meio Ambiente, Ivair Biazotto.

O cuidado com o meio ambiente também estabelece metas. Após seis meses de funcionamento, a URR deverá processar 100 toneladas de resíduos. Atualmente, a cooperação entre Prefeitura e Coopervida resulta no processamento de até 40 toneladas ao mês.


Após seis meses de funcionamento, a URR deverá processar 100 toneladas de resíduos

Nenhum comentário:

Leave a Reply

Scroll to top